quarta-feira, 22 de setembro de 2010

MICHAEL JACKSON e a Estagiária


Eu sempre morri de vontade de compartilhar com vocês sobre a noite que passei com o Michael Jackson. Claro, eu espero como retorno, o que todos dizem sempre, que eu estou mentindo, que criei uma história ficcional, etc… Essa é a razão de eu não ter dito nada durante tanto tempo, pelo Michael não seria necessário sigilo, pois ele nunca me pediu segredo. Meu nome é Yvette. Por razões óbvias, eu não vou dizer meu sobrenome, pois hoje sou casada. Moro em NY e tenho 29 anos. Mas darei nomes importantes e detalhes aqui para quem quiser comprovar ou até mesmo perguntar para os envolvidos.

Em Novembro de 2000 eu era muito jovem, mas muito esperta e madura para a minha idade. Digo isto, porque eu não quero que vocês pensem que eu era uma jovem garota boba, ingênua, que se deixou seduzir por um homem anos mais velho. Vocês vão me entender quando eu chegar à parte carnal desta história. Sim quero dar detalhes dessa noite, que eu nunca esqueci.

Nos últimos 10 anos não teve um dia que eu não me lembrasse de cada detalhe e passar isso para vocês vai ser como voltar naquela noite.

Hoje sou uma produtora musical bem-sucedida mas na época eu estava apenas começando, tinha acabado de sair da faculdade e estava atrás de trabalhos como produtora, e as vezes eu bancava a compositora também, eu estava realmente lutando. Então vocês podem imaginar como eu estava animada quando recebi um telefonema do Dr. Dre, após uma entrevista. Ele inicialmente tinha sido convidado para produzir o álbum Invincible, mas não quis. Enfim, ele me disse que ia passar para o Rodney Jerkins, que estava atualmente trabalhando no projeto, pois eles estavam pensando em trabalhar em outro projeto juntos depois… Ele me indicou para trabalhar com Rodney e foi então que ele me ofereceu um estágio.

Bem, para encurtar a história, eles me pediram para entrar para a equipe de produção do álbum. Quer dizer, eu estava nas nuvens, mas não é sobre isso que consiste a história é sobre Michael e eu. Depois de vários dias indo ao estúdio, finalmente conheci Michael e começamos a trabalhar em algumas harmonias e vocais em conjunto por um par de canções que ele estava pensando colocar no álbum. Ver Michael Jackson cantando ali tão perto foi surreal, mas decidi ir com calma e não mostrar o meu encantamento. Realmente, eu não queria parecer imatura, eu estava tão honrada em trabalhar com eles! Eu era apenas uma estagiária.

Passamos muito tempo juntos, mas depois de um tempo eu comecei a sentir que de alguma forma ele gostava de mim. Vocês tem que entender, Michael como artista é uma coisa, mas em pessoa é outra completamente diferente. Ele é muito educado, nada tímido e é um charme. Ele é também muito desconfiado, sentimental, eu juro! Ele ficava sempre tocando no ombro ou no joelho das pessoas, perguntando se você está bem, se você precisa de alguma coisa. Qualquer garota que se sente totalmente encantada por ele, poderia ficar confusa, misturar as coisas e eu estava confusa. Eu achava que ele gostava de mim, mas ao mesmo tempo por dentro ficava repetindo pra mim mesma que ele estava apenas sendo gentil, como ele era com todos.

Para ser honesta, eu não acho que eu era alguém que ele poderia se interessar, além de eu ser muito mais jovem eu não sou branca. Os boatos eram de que Michael era gay, ou assexuado ou que apenas saia com mulheres brancas. Eu sou meio negra / meio Latina, sendo assim eu nem sonhava que ele poderia estar interessado em mim.

Bem, nesta noite, “a noite” em questão, Michael estava realmente prestando atenção em mim. Quero dizer que toda as vezes que eu olhei pra ele, eu peguei ele olhando para mim com os seus profundos, olhos escuros. Ele pessoalmente, é realmente muito bonito – mais do que nas fotos ou no palco. Naquela noite ele estava vestido como uma pessoa comum, como muitas vezes ele esteve quando todos nós saímos depois de trabalhar no estúdio. Ele estava usando seu uniforme: calça preta, mocassins de couro, seu Fedora e uma camisa vermelha com uma camiseta branca por baixo. Pessoas no estúdio viviam provocando ele o tempo todo dizendo que ele tinha pelo menos 50 camisas vermelhas em seu armário. Michael ria muito com isso. Ele gostava de rir, e durante o tempo que eu trabalhei para ele, eu nunca o vi ficar zangado ou ofendido, claro que nos momentos que ele ficava sério, muito sério, era quando estava envolvido com a produção do disco e de suas músicas.

Ok, então vocês podem perceber que eu gostava muito dele como pessoa, e me ocorreu que talvez eu estivesse me iludindo com ele e tornar algo que não existia em outra coisa, mas eu juro, ele olhava para mim!

Então, naquela noite nós terminamos no estúdio, Michael me perguntou se eu queria ir ao seu apartamento na 5ª Avenue, que ele tinha alugado para uma temporada – não me refiro apenas a mim, ele convidou a mim e algumas das outras pessoas que estavam lá. Então eu disse que sim. Michael tinha um carro esperando por ele e alguns de nós fomos no carro com ele. Todos entraram e ficaram empilhados mas Michael, esperou por mim para entrar e depois sentou ao meu lado. Foi estranho sentir a sua coxa pressionada contra a minha própria e eu tenho que dizer a vocês, ele era um cara magro, mas também tinha muitos músculos. Fiquei olhando para as mãos dele, mas eu podia sentir seus olhos em mim. Em um ponto, ele colocou a mão na parte de trás da minha cabeça e ficou acariciando meus cabelos, mas eu estava tão assustada, que balancei minha cabeça involuntariamente em sua direção e quebrou-se o contato. Ele apenas sorriu para mim, e eu sorri de volta.

“Está tudo bem?” Ele me perguntou e eu disse que tudo bem porque eu não queria dizer-lhe que eu estava pensando. Então quando chegamos em seu apartamento que eu realmente comecei a perceber que Michael estava flertando comigo. E não fui a única que percebeu, um dos cantores disse: “Eu acho que Michael gosta de você.” Eu só disse, “Ah! Por favor”, mas eu estava pensando a mesma coisa.

Enquanto a noite rolava ele parecia ficar mais ousado e corajoso . Quero dizer que ele estava se divertindo, e bebendo vinho. Eu não sei quantos copos ele tinha tomado, seis ou sete, mas em um ponto ele se inclinou e sussurrou no meu ouvido: “Eu queria lhe dizer desde cedo que você está muito bonita hoje”, eu ri e disse: “Oh, obrigada”, ele disse, “Não seja tímida. Você sabe que é bonita.” Meu queixo quase caiu no chão! Eu quase disse em voz alta: “Eu sabia, eu sabia!”. Mas eu não disse nada, embora eu não conseguisse parar de sorrir.

Alguém o chamou e ele entrou pra falar, e quando tentei passar por ele e ir buscar outra bebida, ele agarrou minha cintura e me puxou para trás dele e disse: “Deixe que eu busco pra você.” Ele me serviu um copo de vinho e se serviu também e depois me entregou. Eu tomei, e ele disse, “saúde”, e ele levou o copo à boca. Lembro que eu estava muito ocupada hipnotizada olhando para a sua boca, eu quase esqueci de beber, mas na última hora me dei conta e disse: “Saúde” e tomei um gole do vinho. Ele riu e, enquanto olhava para mim novamente, sobre a borda do copo, ergueu as sobrancelhas um pouco, como se ele quisesse que eu soubesse que ele sabia o que eu estava pensando.

Eu não posso dizer quantas vezes nessa noite eu o encontrei esbarrando em mim, quando ele tinha que resolver ou receber alguma coisa de fora. Ele sempre pedia desculpas e sorria, mas durante a noite, eu sabia que o Michael estava tentando me dizer algo. Quero dizer, eu nunca olhei para ele daquele jeito. Eu o respeitava como um artista e como eu disse, eu estava maravilhada em estar trabalhando no álbum dele, mas nunca nos meus sonhos me ocorreu que eu estaria em seu apartamento, e ver esse homem dando em cima de mim.

No final da noite, eu percebi que eu precisava sair de lá, a minha imaginação estava me matando. Assim, que outras pessoas foram saindo, eu me aproximei de Michael e agradeci pela noite e disse que ia embora também. Eu nunca vou me esquecer disso. Ele olhou para mim muito lentamente através de seus cílios, e disse em voz baixa: “Você já está indo embora? Eu achava que você quisesse ficar.”

Minha boca abria e fechava várias vezes sem nenhum som vindo, de alguma maneira eu consegui dizer “okay”. Depois que todos saíram, e alguns saíram sorrindo quando viram que eu não estava indo também, nós sentamos e Michael começou a falar. Eu nunca tinha percebido o quanto ele gostava de falar. Ele falou sobre como era ser um músico durante toda sua vida, ele me perguntou como eu comecei na indústria, sobre a minha faculdade, quer dizer, nós conversamos sobre tudo. Eu lhe perguntei sobre seus filhos e ele me disse que estavam em LA, tinham partido 1 dia antes dele. Uma vez que ambos tinhamos bebido muito vinho, estávamos nos sentindo realmente desinibidos e nada parecia estar errado. Então eu não me surpreendi quando ele me perguntou se eu tinha um namorado.

Rapidamente, muito rapidamente eu disse: “NÃO!” e ele riu e, em seguida, para encobrir a minha ânsia em responder-lhe, eu disse em uma voz realmente ousada e sedutora, “E você, Mr. Jackson, você tem uma namorada? Ele demorou um tempo para me responder. Eu tive a sensação de que ele não ia me responder. Ele só ficou me olhando com aqueles olhos escuros. Aí disse: “Não”, encolhendo os ombros. Achei aquilo tão fofo.

“Sério?” Perguntei-lhe provocadoramente: “Mas você não se sente sozinho?” Eu estava pensando naquela música da Janet, I Get Lonely, e quando perguntei usei a melodia.

Ele novamente me olhou por um longo tempo com os olhos escuros, muito tempo e eu novamente pensei que ele não ia responder. Ele parecia estar pensando em algo realmente difícil para dizer. Então ele disse: “Sim, eu me sinto sozinho às vezes” e em seguida ele se inclinou e me beijou. Os lábios do Michael eram muito macios, ele começou beijando os cantinhos da minha boca e depois ele puxou meu lábio inferior em sua boca e o chupou delicadamente e, em seguida, acariciou o topo de meus lábios com a língua simetricamente. Deus, ele beijava muito bem. Eu estava encostada nele, e ele não se afastou , então, de repente seus beijos foram ficando mais e mais urgentes. Sua língua tinha um gosto de vinho com canela, acho que era do chiclete que ele estava mastigando. Suas mãos eram muito grandes, e começaram a se mover sob a minha camisa e ao redor sobre as minhas costelas. Ele apertou minha cintura e soltou um gemido contra os meus lábios. Timidamente, as mãos mudaram para os meus seios e ele empurrou as mãos para debaixo da minha camisa e colocou as mãos nos meus seios e os apertou com tanta experiência. Ele começou a me despir e eu não queria ser a única sem roupas, então comecei a abrir suas calças. Mas ele me parou, e por um minuto eu pensei que tinha feito algo errado. Eu olhei para ele, curiosa, e ele disse: “Não, não aqui.” Já tendo a minha mão ele me puxou para ficar na frente dele e se inclinou e me beijou com vontade novamente. “Venha”.

O segui até seu quarto. Naquele momento eu não estava vendo ou pensando direito. A única coisa que eu lembro é que seu quarto estava cheio de coisas. Quer dizer, havia brinquedos, animais de pelúcia, coisas da Disney, livros e imagens religiosas. Mas eu não tive tempo de ver tudo por que ele foi me levando para a cama, Michael me puxou para baixo dele e, tirou a minha roupa tão rápido, que me vi nua em segundos. Eu nunca fui despida tão rapidamente.

Eu estava nua e ele estava sobre mim, olhando-me com o olhar mais sexy que eu já vi em um homem, como se eu fosse um prato suculento e ele estivesse morrendo de fome.

Ele beijava a minha boca e meu pescoço meus seios, assim me concentrei em desabotoar as calças. Ele estava beijando todo o meu corpo e eu mal podia pensar direito, mas eu queria que ele ficasse nu como eu estava.

Enfim, ele estava nu e ajoelhado na minha frente e eu não podia acreditar, eu suspirei. Foi engraçado, e nós rimos um pouco, mas meu coração estava batendo muito rápido, e meus olhos estavam arregalados. Michael olhou para os meus olhos abertos e depois olhou para si mesmo e disse: “Então? Eu acho que você aprova.” Engoli seco, nervosa, querendo saber como tudo isso iria caber em minha pequena estrutura, mas eu sorri. Então, eu levei ele em minhas mãos. Sua pele estava quente e enquanto eu entrava em ação ele dizia: “oh Girl”, deixando-me saber o quanto ele estava gostando do que eu estava fazendo. Ele gemia e gemia, sugando o ar através dos dentes. Eu estava me sentindo tão bem que eu tinha Michael Jackson gemendo na minha frente!

Finalmente, acho que ele não podia mais agüentar. Ele estava tão ereto como uma rocha, e as veias salientes saltavam nas laterais. Ele me empurrou e me colocou de costas e abriu minhas pernas. Posso dizer que não me sentia tímida ou nervosa. Ele continuava acariciando meus braços e minhas coxas. Ele continuou me olhando e balançando a cabeça e sussurrando: “Deus, você é tããããão linda.” Ele estava derretendo.

Ele começou a beijar todo o meu corpo começou pelos meus tornozelos, colocando beijos molhados e subindo por todo o interior das minhas pernas até as minhas coxas. Minhas pernas estavam tremendo na expectativa. Quando ele chegou entre as minhas pernas, pegou seus dedos e começou a usa-los em mim. Ele sabia o que estava fazendo, principalmente com seus dedos e língua, quando ela começou a cintilar foi como um relâmpago. Sua língua movia para trás e para frente, como o bater de asas de uma borboleta e senti um choque elétrico começou na base da minha espinha que vibrou por todo o meu corpo. Eu nunca vi a língua de alguém se mover tão rápido! Eu estava me contorcendo toda me movia tanto que ele colocou seu antebraço por baixo em ambos os lados das minhas pernas para que eu pudesse ficar quieta. Então, eu fui mantendo o movimento, ele apertou o rosto entre as minhas pernas e seus lábios em torno de mim e agia com força.

Tudo dentro de mim começou a ferver e eu podia sentir meus músculos começarem a se contrair. Eu estava toda molhada e Michael estava ali como se não houvesse amanhã. Eu estava em êxtase. Senti que começava a alcançar o orgasmo. Mas antes que eu conseguisse, ele subiu até meus lábios e sussurrou contra eles, hmmm. Ele já estava empurrando para dentro de mim. Nem notei que ele já tinha posto o preservativo… Havia lágrimas escorrendo pelo canto dos meus olhos.

“Ssssssssh” Michael sussurrou contra os lábios. A dor inicial foi se transformando em prazer continuo e foi assim até que ele foi até o fundo. Quando ele estava totalmente dentro de mim eu podia sentir a sua espessura, ele me beijava profundamente e pressionava muito.

Ele colocou uma das mãos debaixo da minha cabeça e segurou no seu ombro direito e usou a outra mão para se manter equilibrado e começou girando seus quadris contra mim. Ele fez isso até que eu não sabia mais quem eu era, eu não sabia onde eu estava ou como cheguei lá. Foi como se eu estivesse drogada. Ele fazia sons como um rosnado. Lembro que seu suor escorria em gotas de seu rosto no meu corpo. De vez em quando, ele inclinava para me beijar, ou mesmo beijar meus seios. Eu pensei que ia morrer. Na época, eu não era virgem, mas eu juro, que eu nunca tinha sido penetrada tão profundamente. Ele era tão sexy e como ele se concentrou em me dar prazer.

Ele olhava para mim e sorria com aquele sorriso cativante largo dele. Eu pensei que logo estaria terminado , mas não estava. Que eu lembre foram pelo menos 3 vezes sem tirar de dentro. Ele me virava como se eu fosse um boneca, com tanta facilidade, me colocou em cima dele, de quatro, de lado, em posições que jamais havia experimentado. Ele começou a fazer muito barulho. Ele estava rosnando alto com a sua garganta, que eu nunca ouvi uma voz alcançar. Ele apertava meus quadris e empurrava com força, me segurava pela cintura e fazia o mesmo. Ele continuou fazendo isso que perdi a noção do tempo. A essa altura eu estava além dos pensamentos, mas, surpreendentemente, me lembro em detalhes completos. Na última, ele gemeu tão alto, eu juro, eu quase morri! Eu vi a lua, as estrelas, o sol, tudo ao mesmo tempo. Tremendo, me deixei cair e ele caiu de costas na cama e me puxou contra ele. Beijava atrás das minhas orelhas, minha nuca, meu pescoço, meu rosto, meus ombros, suas mãos acariciavam minhas coxas e minha barriga, e adormeci assim.

Na manhã seguinte, foi surreal. Eu acordei e no início e não sabia onde estava, mas rapidamente percebi como um flash. Michael não estava no quarto, eu tomei um banho e me vesti e o encontrei lá embaixo na cozinha, já vestido. Ele sorriu para mim e me tomou em seus braços e me deu o abraço apertado tão gostoso que vocês podem imaginar. Então ele me beijou no topo da minha testa. “Eu tenho que correr, mas posso dizer que o meu motorista vai levá-la onde você quiser ir.” Ele parou e sorriu para mim “, ou você pode ficar aqui até eu voltar.”

Eu ri, “Quando vocês estarão de volta?”

“Oh, eu não sei, no próximo mês, eu acho.” Nós rimos e eu disse a ele que eu prefiria pegar um táxi se ele não se importasse. Havia algo sobre estar sozinha em sua casa escoltada por seu carro e o motorista me fez sentir como uma groupie. Eu não gostaria de sentir os olhares que eu tenho certeza que iria me dar. Eu só queria ficar sozinha com os meus pensamentos, e pensar sobre esta noite maravilhosa que eu tive com este homem maravilhoso.

Naquele dia, eu estava em meu apartamento me recuperando de uma noite fazendo o melhor amor que já tive, a campainha tocou. A noite foi especial, mágica mesmo, eu não acho que nada poderia ficar melhor, mas na porta estava um homem com um enorme buquê de flores. Engoli em seco quando ele me entregou a nota escrita à mão que dizia: “Obrigado pela noite passada. Você é linda, MJ” Eu ainda tenho o cartão deste dia.

Claro, tivemos que trabalhar juntos novamente meses depois, em abril de 2001. Eu não sabia como eu ia enfrentá-lo. Terminamos o trabalho como se nada tivesse acontecido. Eu o vi novamente anos depois em um evento e ele foi muito agradável, mas parecia bastante claro para mim que ele não queria um relacionamento. Mesmo assim, não me arrependo de ter tido relações sexuais com ele, foi uma das experiências mais incríveis da minha vida e se ele fizesse mesmo a mínima indicação de que ele quisesse outra vez, eu iria fazê-lo novamente. Teria sido um final muito feliz para esta história, se eu pudesse dizer que nos vimos mais vezes, mas não. Ainda assim, eu sempre me perguntei como muitas outras mulheres devem ter se perguntado, se Michael fez isso com muitas mulheres o que ele fez comigo. Acho que é por isso que estou contando a história. Eu não quero pensar que eu sou especial, mas eu nunca havia contado isso para ninguém essa minha história com o Michael.


Yvette.
Nessa história da Yvette foi comprovado o apartamento que ele alugou, a história sobre o Dr. Dre, etc…

Há algumas Observações à serem levantadas: Lisa deu um depoimento dizendo exatamente sobre sexo casual e MJ.

Ela disse que MJ era homem de uma noite só, por isso ela sempre teve medo de que ele fizesse o mesmo com ela e disse que teve que criar estratégias, para naum ser mais uma.

Isso contesta o que ele falou sobre sua sexualidade: “Eu amo as mulheres, mas fazer do sexo uma arma de poder ou chantagem e usar de um jeito repugnante uma das graças que Deus nos deu." e só por uma noite?

Porém tem outra frase dele que pode explicar tudo: "Porque as pessoas machucam e dizem amar?"
Talvez, ele tivesse medo de amar e se machucar!

Créditos

aaaaa... morri X__X.
Como assim, cara essa mulher tem muita sorte, ah como queria que fosse cmg,
sinceramente, minha mente aqui veio a 1000 e fico mais que perversa,
nem preciso contar o que eu senti enquando eu estava lendo né.
AI AI AI AI, Michael o homem mais GOSTOSO (foi mal a palavra ñ consegui conter)
do mundo inteiro.

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva