sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Michael Jackson, a tragédia dos anos 00

Morte do astro marcou a primeira década do século

Em 2009, aos 50 anos, Michael Jackson estava pronto para voltar à ativa. Apesar de seu último álbum de músicas inéditas até então, "Invincible", ter sido lançado em 2000, ele resolveu promover uma extensa e majestosa turnê.

Batizada de "This Is It", a temporada de 50 apresentações que Jackson faria na Europa deveria marcar seu retorno aos holofotes e impulsionar uma possível turnê mundial, assim como um novo disco. Porém, o músico não foi capaz de concretizar seus objetivos por conta de uma parada cardíaca. Pela internet e pela TV, o mundo acompanhou a morte do Rei do Pop, em 25 de junho.

Alguns meses depois, os fãs puderam vislumbrar o que Jackson planejava no documentário "This Is It", montado a partir de gravações dos ensaios daqueles que se tornaram "os maiores concertos que nunca aconteceram".

Algumas faixas inéditas de Jackson, semi-acabadas, foram completadas com a ajuda de um produtor e lançadas no disco póstumo “Michael”, já nas lojas.

O álbum é apenas uma fração do que representa Jackson para a música pop. Pelo talento em compor melodias, pela ousadia de seus vídeos e, por que não, pelas inúmeras polêmicas em que esteve envolvido, Michael Jackson tornou-se um dos principais artistas do mundo. E sua morte foi a principal tragédia pop da primeira década deste século.

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva