domingo, 27 de fevereiro de 2011

Michael Jackson Exclusivo: O homem… E o espelho


Com um aperto de mão surpreendentemente firme – e um abraço totalmente inesperado – foi assim que a lenda do pop, Michael Jackson, me concedeu uma entrevista exclusiva.

O cantor estava em clima de festa, ontem, quando nos reunimos na sede da Harrods em Londres, propriedade do seu amigo próximo Mohamed Al Fayed.

Ele chegou às 13:05, sem alarde, sem guarda-costas, sem comitiva – e apenas um vestígio de maquiagem.

Essa foi sua primeira entrevista cara-a-cara desde que foi absolvido da acusação de abuso infantil no ano passado – e eu não tinha certeza do que esperar.

Mas Jacko – que muitas vezes passa a impressão de que prefere manter as pessoas à distância de um braço – cumprimentou-me como um velho amigo.

Com um largo sorriso, ele me estendeu a mão, em seguida, jogou seus braços em volta de mim, espalhando sobre mim o cheiro de seu perfume adocicado.

Ele parecia totalmente diferente da figura magra, encurvada que emergiu pesando apenas seis pedras no final de seu julgamento nos EUA ,em junho do ano passado.

E a estrela de 47 anos de idade estava mais do que feliz em conversar após finalmente sair do seu exílio auto-imposto, no Bahrein.

Ele parecia relaxado quando falou sobre a reconstrução de sua carreira manchada e seus planos para criar uma nova Neverland na Grã-Bretanha. Ele disse: “Estou aqui em Londres a trabalho por alguns dias, eu amo isso aqui.. Eu estou procurando um lugar para morar. Sempre gostei do Reino Unido e adoro os fãs daqui”.

Michael sorriu e acrescentou: “Eu também estou visitando meu grande amigo Mohamed – Porque ele é O homem”.

Jacko agendou uma série de reuniões de negócios no Reino Unido e vai dar uma olhada muma propriedade de luxo em torno da capital.

Ele também planeja visitar lugares na Escócia e na Irlanda, numa tentativa de recriar o parque de diversões da Califórnia que já foi seu santuário.

Perguntado sobre sua saúde, Jacko insistiu: “Eu estou bem – muito bem obrigado, eu estou me sentindo bem”. Ele diz que também está trabalhando em um novo álbum – o primeiro desde Invincible, em 2001.

Então, com um gentil tapinha nas costas, disse adeus e seguimos nossos caminhos diferentes.

Quando saí para pegar o metrô de volta para o escritório, ele se dirigia para sua limusine com motorista, e eu ainda podia sentir o leve aroma de seu perfume na minha mão.

E acho que pude ter presenciado os primeiros passos da saída de Jacko das sombras.

Créditos: Michael Love You

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva