quinta-feira, 7 de abril de 2011

Médico acusado de matar Michael Jackson diz que cantor cometeu suicídio

Nesta quarta-feira (6), a defesa do médico Conrad Murray afirmou, durante uma audiência pré-julgamento, que Michael Jackson cometeu suicídio por conta de questões financeiras. O advogado do Dr. Murray insiste que seu cliente, que é acusado de homicídio involuntário, não é responsável pela morte de Michael.

Segundo o site "Aceshowbiz", o Dr. Murray pediu acesso às finanças do cantor para provar o que diz. "O cerne da defesa vai ser a de que Michael Jackson protagonizou um ato desesperado e tomou medidas desesperadas que causaram a sua morte.

Acreditamos que na época em que Michael Jackson morreu, ele era um homem desesperado em relação a sua situação financeira", disse o advogador do médico. O procurador David Walgren acredita que a defesa está indo pelo caminho errado e mostrando "um lado irrelevante da história". As informações são do Ego.

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva