terça-feira, 28 de junho de 2011

Janet fará Dueto virtual com Michael






A cantora Janet Jackson vai apresentar um dueto virtual com seu irmão, Michael Jackson, em Londres

Janet cantará a música "
Scream" junto a uma projeção de Michael no Royal Albert Hall nos dias 30 de junho, 2 e 3 de julho.

Em entrevista à rádio Heart FM, Janet disse que esta parceria virtual é reconfortante.

"É terapêutico, sabe, e me faz sorrir por dentro. Quero dizer, a energia da música é forte mas ouvir a voz dele me faz sorrir."

Michael Jackson morreu dia 25 de junho de 2009, duas semanas antes de começar sua última turnê, "This Is It".

All In Your Name - Part 3 ( Barry Gibb feat. Michael Jackson )

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Rodrigo Faro dança Michael no Melhor do Brasil







Pai de Michael Jackson Contribuiu Para a sua Morte

Há dois anos, morria Michael Jackson, em sua mansão de Los Angeles, nos Estados Unidos. Sua inesperada partida deste mundo fez com que muitos se lembrassem destas palavras de Jesus: “Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? Ou que daria o homem pelo resgate da sua alma?” (Mc 8.36,37).

Em certo sentido, Michael ganhou o mundo todo. Mas, onde está a sua alma? Embora tudo leve a crer que ele tenha partido sem a certeza da vida eterna, não me arrisco a dizer que esteja no Hades. Somente o Rei dos reis sabe o que aconteceu nos últimos instantes da vida do “rei do pop”. Lembra-se do infrator arrependido, salvo aos “45 minutos do segundo tempo” (Lc 23.33-43)?

Mas o falecimento precoce de Michael deixou para nós algumas lições. A primeira é de que o homem não conhece o futuro nem pode impedir os desígnios de Deus. Em uma entrevista, Jackson declarou, referindo-se aos shows que pretendia realizar em Londres, Inglaterra, em 2009: “Até julho”. Ele só esqueceu de acrescentar: “se Deus quiser” (Tg 4.13-15).

Outra lição: o dinheiro, a fama, a genialidade, o carisma, o talento, a popularidade e a quantidade de amigos e fãs não trazem a verdadeira felicidade e a certeza da vida eterna. Jackson era uma pessoa triste, vazia, carente, que buscava ser feliz mudando a aparência com cirurgias plásticas, as quais o deixaram irreconhecível.

Na verdade, o que Michael Jackson precisava, prioritariamente, era de uma transformação interior, pela qual obtivesse de Cristo a “esperança da glória” (Cl 1.27). Ele possuía um vazio que somente a graça de Deus poderia preencher. Mas ele precisava também de carinho paterno.

A insatisfação do “rei do pop” com a sua aparência começou na infância. Seu pai - um homem avarento, ganancioso e aproveitador -, além de roubar a infância do próprio filho, o “incentivava” a cantar batendo no seu rosto e xingando-o de macaco.

Em Provérbios 22.6, está escrito: “Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele”. Quando uma criança é maltratada pelo próprio pai, dificilmente será feliz e normal. Já está comprovado pela ciência que maus tratos na infância podem alterar até mesmo os genes de uma pessoa.

Insensível, o pai de Michael Jackson aproveitou-se da morte do filho para ganhar mais dinheiro: passou a cobrar para dar entrevistas. Ele se vangloriava de ter elevado o menino ao estrelato. Entretanto, foi também o principal responsável pelas permanentes esquisitices e infelicidade do filho.

O pai de Michael, que conhece a Palavra de Deus, devia ter atentado para Efésios 6.4: “pais, não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor” (Ef 6.4). Afinal, um dia, na eternidade, todos os pais prestarão contas a Deus...

Quanto a mim, espero receber a minha recompensa, ao lado de meu honrado pai, naquele grande Dia, em que a promessa do Senhor se cumprirá: “E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo para dar a cada um segundo a sua obra” (Ap 22.12).

Tributo a Michael Jackson

A morte do grande astro da música pop mundial, Michael Jackson, completou dois anos no sábado, 25. Na Rússia, como em todo o planeta, milhares de fãs prestaram homenagens ao seu ídolo.




Na Rua Weiner, uma das mais movimentadas da cidade de Yekaterinburgo, na praça em frente a um shopping center muito frequentado pelo público jovem, foi erguida uma estátua em tributo a Michael Jackson, a primeira no país.

Filhos de Michael Jackson no aniversário da morte do pai

Neste sábado (25/06), completam-se dois anos da morte de Michael Jackson. O desaparecimento do astro chocou fãs de todo o planeta em 2009, e apresentou ao mundo seus - até então - reclusos e misteriosos filhos.

Nos últimos dois anos, os três filhos do Rei do Pop acabaram virando personagens do universo das celebridades - ironicamente, tudo o que Michael tentava evitar. O mundo passou então a acompanhar o crescimento dos adolescentes Prince Michael, Paris Jackson e Blanket - hoje com 15, 13 e 8 anos, respectivamente.

Nessa sexta-feira (24), o trio fez então mais uma aparição pública. Prince, Paris e Blanket foram ao cinema - uma das paixões do pai famoso - em Thousand Oaks, no estado norte-americano da Califórnia.

Acompanhando os três, estavam os primos, filhos de Jermaine Jackson - um dos irmãos de Michael, com quem o cantor dividiu o palco nos tempos do Jackson Five.

Nas mais recentes aparições na mídia, os filhos de Michael falaram sobre o futuro. O mais velho, Prince, afirmou que pretende ser produtor de cinema, em entrevista a um programa de TV.

Além disso, os herdeiros do cantor manifestaram o desejo de readquirir Neverland, o famoso rancho criado pelo astro nos anos 80.

Imagem de game de Michael Jackson rende milhões

Imagem do game 'Michael Jackson: The Experience', que vem rendendo milhões à Ubisoft


Quando morreu, em 2009, sua dívida era de US$ 400 milhões. Agora, dois anos após sua prematura morte, os administradores da obra de Michael Jackson somam uma arrecadação de mais de US$ 310 milhões com o trabalho do cantor. Segundo informações da revista The Hollywood Reporter, esse dinheiro está sendo usado para pagar a dívida de Jackson, assim como para sustentar os filhos do cantor, sua mãe e algumas instituições de caridade que o artista ajudava.

Há uma grande expectativa para que o lucro da obra de Jackson ganhe uma injeção volumosa de lucro este ano, após o lançamento do game Michael Jackson: The Experience, desenvolvido pela Ubisoft, que já vendeu três milhões de cópias desde seu lançamento, em abril deste ano.

Casaco vermelho de Michael Jackson em “Thriller” rendeu 1,8 milhões

Casaco superou dez vezes o valor estimado

É das peças de roupas mais icónicas do mundo da música. O casaco de cabedal vermelho que Michael Jackson usou no vídeo de “Thriller” foi leiloado este fim-de-semana em Beverly Hills, Califórnia, por 1,8 milhões de dólares (1,26 milhões de euros).

sábado, 25 de junho de 2011

All In You Name Completa

Hoje, dia 25 de Junho de 2011, 2 anos após o fatídico dia em que Michael Jackson nos deixou, Barry Gibb resolve lançar a música em parceria com Michael.

Na minha opinião não tinha dia melhor para ele lançar essa música.

Pelo menos uma alegria nesse dia tão trágico na vida dos fãs de Michael Jackson





Créditos: Rei Do Pop

Espectáculo sobre Michael Jackson no Campo Pequeno em 2012


O espectáculo Forever King of Pop, sobre o cantor Michael Jackson, vai ser apresentado no Campo Pequeno, em Lisboa, nos dias 6 e 7 de Janeiro.
Serão interpretados temas como Billie Jean, Beat It, Bad, I Want You Back, Smooth Criminal, Human Nature ou Thriller.

Com 40 artistas em palco, entre bailarinos, cantores, actores e músicos, a obra conta com coreografias brilhantes e vozes prodigiosas que em tudo respeitam e prestam homenagem à sua carreira», segundo o divulgado em comunicado.

O público pode começar a adquirir os ingressos a partir de 25 de Junho, via online ou nas bilheteiras do Campo Pequeno, FNAC, Worten, El Corte Inglés, C.C Dolce Vita, Agência Abreu.

A entrada será reservada a maiores de 13 anos.

O preço é de 20 a 45 euros.

Rodrigo Faro homenageia Michael Jackson, inspiração para o surgimento do Dança Gatinho

Quando Michael Jackson morreu, em 25 de junho de 2009, Rodrigo Faro estava gravando O Melhor do Brasil, e homenageou seu ídolo fazendo passos de moonwalk sempre que um casal se beijava no quadro Vai Dar Namoro.

Nem todos sabem, mas foi assim que surgiu um dos maiores sucessos de seu programa, o Dança Gatinho. Agora, no segundo aniversário do quadro, nada mais justo do que imitar o cantor que serviu de inspiração para que tudo começasse.

“Tudo começou com a morte de Michael e uma homenagem que quis prestar ao meu grande ídolo de infância. Não imaginava a proporção que isso tomaria. Falo que Michael é responsável por muitas coisas boas que têm acontecido na minha carreira”, explica o apresentador.

Por isso neste sábado (25), a cada beijão, Faro vai se fantasiar e dublar um sucesso do cantor. Depois de oito horas de ensaio, ele está preparado para apresentar Bad e Black or White, cada uma com figurino e perucas diferentes.

Durante as gravações, o apresentador falou sobre a repercussão do quadro e o quanto isso o deixa feliz: “São dois anos de sucesso e reconhecimento do público pelo meu trabalho e pelo trabalho da minha produção. O Dança Gatinho agrada crianças, homens, mulheres, vovôs e vovós, e isso não têm preço pra mim. Receber o carinho das pessoas que assistem ao programa é maravilhoso”.

O Melhor do Brasil vai ao ar pela TV Record a partir das 17h30.

Procuradores voltam a pedir adiamento do julgamento do médico de Jackson

Procuradores voltam a pedir adiamento do julgamento do médico de Jackson

O Procurador do distrito, David Walgren, alegou "problemas de agenda" para justificar a sua necessidade de adiar por três semanas o início do julgamento, cuja selecção dos jurados está prevista ter início a 8 de Setembro.

A defesa do médico não colocou qualquer obstáculo ao adiamento do julgamento que já esteve marcado para Março, mas sofreu inúmeros adiamentos para a preparação das partes.

O julgamento da morte de Michael Jackson vai levar o seu médico ao banco dos réus por, alegadamente, lhe ter ministrado uma sobredose de medicamentos, entre os quais o propofol, um potente anestésico hospitalar.

Conrad Murray, o único acusado no caso e que sempre defendeu a sua inocência, enfrenta uma pena até quatro anos de prisão por homicídio involuntário.

Ex-agente de Michael Jackson se declara culpada de fraude fiscal

A ex-agente de Michael Jackson, Raymone Bain, se declarou culpada de fraude fiscal esta quarta-feira, em Washington, e corre o risco de ser condenada a mais de um ao de prisão, anunciou o departamento de justiça americano.

O ministério informou, em um comunicado, que Bain havia se tornado a agente pessoal do cantor em 2006 e presidia a sociedade Michael Jackson Company. Devido a esta acusação, tinha a responsabilidade das operações diárias da empresa, entre elas as finanças, as relações públicas e o marketing.

"Apesar de ter uma renda importante, Raymone Bain não declarou sua renda ao Estado federal, nem à cidade de Washington, nem pagou seus impostos em 2006, 2007 e 2008", explicou o Departamento de Justiça.

O volume do prejuízo foi calculado entre 200.000 e 400.000 dólares.

A audiência para estabelecer a pena foi fixada para 31 de agosto.

A ex-agente de Jackson pode ser condenada a até 18 anos de prisão e 105.000 dólares de multa.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Irmã de Michael Jackson diz que este temia ser morto

Michael Jackson passou os últimos meses da sua vida amedrontado, convencido que seria morto por pessoas desejosas de aceder ao seu valioso espólio musical, diz a sua irmã LaToya Jackson.

LaToya faz esta revelação no seu novo livro, 'Começar de Novo', onde também relata os seus próprios problemas, incluindo o complicado casamento com o marido e manager Jack Gordon.

A cantora diz que ela e o irmão passaram por experiências semelhantes, ao serem controlados e manipulados por personagens sombrias que os afastaram da família.

A diferença é que eu acabei por ser capaz de me afastar e começar de novo. Michael não pode fazê-lo, acrescentou.

Amanhã, sábado, assinala-se o segundo aniversário da morte do 'Rei da Pop', que morreu aos 50 anos.

O médico de Michael Jackson, Conrad Murray, está acusado de homicídio involuntário, por lhe ter provocado uma overdose com a administração do anestésico propofol e outros sedativos. O médico declarou-se inocente e será julgado em Setembro.

LaToya considera, porém, que Murray é o bode expiatório e acrescentou que outras pessoas deviam ser investigadas. Aliás, descreveu a morte do irmão como o resultado de uma ampla conspiração.

Michael Jackson era o co-proprietário do valioso catálogo da Sony/ATV, dos direitos de autor das músicas dos Beatles, entre outros, e a sua irmã mais velha considera que foi morto por causa do controlo desta fortuna.




Foi uma coisa premeditada, eles planeavam excluir o meu irmão; Michael sabia-o e foi por isso que me disse repetidas e repetidas vezes o que lhe iria acontecer acusou a cantora. Ele explicou-me: é por causa do meu espólio.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Fãs poderão sobrevoar rancho de Michael Jackson

Segundo o jornal Santa Barbara News-Press, a empresa Channel Island Helicopters está aproveitando o segundo aniversário de morte de Michael Jackson, que acontece no próximo dia 25, para oferecer passeios de helicóptero sobre a Neverland, rancho onde o artista viveu por muitos anos.

Os voos duram cerca de 30 minutos e custam entre US$175 - passagem individual - e US$500 - reserva completa da aeronave, com capacidade para transportar três passageiros. Mais de cem pessoas já fizeram reservas para os voos, que acontecerão somente nos dias 24 e 25 de junho.

Michael Jackson comprou o rancho Neverland em 1987. Ele transformou a propriedade em seu paraíso particular, com zoológico, cinema e parque de diversões, mas os escândalos de abusos de menores o levaram a frequentar cada vez menos o rancho. Endividado, o rei do pop vendeu parte da propriedade a uma empresa filial da financeira Colony Capital, que assumiu a hipoteca de US$ 24,5 milhões.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

DANGEROUS WORLD TOUR


Dangerous World Tour foi a segunda turnê mundial em carreira solo do famoso cantor e compositor norte-americano Michael Jackson, em suporte de seu oitavo álbum de estúdio solo homônimo, Dangerous (1991). A turnê, patrocinada pela Pepsi, tinha como objetivo, não apenas divulgar o mais novo álbum do astro na época, mas como arrecadar fundos para Heal the World Foundation — fundação sem fins lucrativos criada pelo cantor em 1991 para dar voz, garantir cuidados médicos, condições de vida digna, alimentação saudável e educação de qualidade à crianças carentes de todo o mundo — e sensibilizar o mundo para a incetivação da paz, da harmonia e da tolerância mundial.

MJ 1.png
(Foto usada para banner de divulgação da Turnê)

A Dangerous Tour, que iniciou-se em Munique, na Alemanha, em 27 de junho de 1992, e terminou na Cidade do México, México, em 11 de novembro de 1993, visitou a Europa, a Ásia e a América do Sul, em 69 datas, para um público total estimado em mais de 3,5 milhões de fãs ao redor do globo, arrecadou cerca de $136 milhões — fazendo desta a turnê de maior arrecadação e de maior público em todos os tempos, superando a turnê anterior de Jackson, a Bad World Tour (1987-89). Infelizmente, devido a conturbados problemas pessoais e a esgotamento físico, Michael teve de cancelar a turnê pouco depois da metade da mesma, apesar do cantor ter mantido o objetivo de reverter todo o lucro (incluindo sua parte na arrecadação) da turnê para a caridade.



Antecedentes
Na sequência do enorme sucesso da Bad World Tour, primeira turnê solo de Jackson, onde arrecadou US$ 125 milhões, o megapopstar afirmou que não faria uma turnê novamente, e em vez disso se concentrar em fazer filmes e discos. Em 3 de fevereiro de 1992, contudo, em uma conferência de emprensa organizada pela Pepsi, foi anunciado que Jackson sairia em turnê internacional novamente.

O anúncio coincidiu com um novo acordo firmado entre Michael e a marca de refrigerantes, calculada em US$80 milhões, para patrocinar a turnê:

"A única razão que eu estou indo em turnê é para arrecadar fundos para a recém-formada Heal the World Foundation (Fundação Cure o Mundo, em português), uma instituição de caridade da Children International, o que eu estou à frente para ajudar as crianças de todo o mundo e a ecologia. Meu objetivo é bruto $ 100 milhões até o Natal de 1993. Peço a cada corporação e individual que se preocupa com o planeta e o futuro das crianças para ajudar a arrecadar dinheiro para a caridade. A Fundação Heal the World vai contribuir com fundos para AIDS pediátrica em homenagem ao meu amigo, Ryan White. Estou ansioso para este projeto, porque me permite dedicar tempo para visitar todas as crianças ao redor do mundo, bem como difundir a mensagem de amor global, na esperança de que outros serão movidos para fazer a sua parte para ajudar a curar o mundo"
Michael Jackson


Para se montar o palco usado para a Dangerous Tour necessário mais tempo do que o da Bad Tour. Isto foi visto na programação da excursão, onde um número considerável de concertos foram performances one-stop. Equipamentos, que no total pesava mais de 100 toneladas, necessitou de duas aeronaves Boeing 747 (o maior avião do mundo, na época) e camiões múltiplos para o transporte de cada local.


Introdução / Abertura
A turnê também incorporou várias ilusões de palco. Cada concerto da tour terminou com um dublê, Kinnie Gibson, que secretamente ligado com Jackson quando ele se ajoelha um buraco armadilha no palco, vestido com um traje de astronauta completa (portanto, aparece como Jackson), voando para fora da arena com um foguete cintos de segurança (que estava em um fio, porque Jackson achou a ideia de ir a multidão era perigoso com um cinto de segurança). Cada concerto também começou com um golpe de ilusão, como apelidado de "Toaster", em que após o toque dos sinos eo rugido de uma pantera, catapultas Jackson no palco através de um alçapão na frente, expulsão e pirotecnia eletrizante da multidão . Uma versão similar do "Torradeira dublê" foi usada no início da bacia de Michael XXVII Super Intervalo desempenho Show em 1993. Na primeira etapa, a transição de "Thriller" para "Billie Jean" era um truque palco. Quando Jackson anda em um espaço pequeno entre dois set "edificações", ele muda secretamente com um homem-lobo mascarado dançarino enquanto ele muda para "Billie Jean". A dançarina backup posando como Jackson é colocado em um caixão que desaparece quando os dançarinos colocam como esqueletos e zumbis armar um pano sobre o caixão e puxe-o para fora. Jackson aparece vestido inteiramente de "Billie Jean", o palco está em um nível de superior, uma vez que vai abaixando lentamente. Esta ilusão do palco foi removida na terceira etapa da tour. Outro truque veio em "Workin' Day and Night" e "Beat It", ele se sentou em uma cadeira que foi colocado no palco, uma folha cobriu e eles tinham uma porta secreta e em uma pressa vestiu para "BT" pois ele sumiu em um guindaste para a canção. O figurino de Jackson fixo do show era o mesmo, mas o de abertura variava de um ano para o outro.


Para o projeto da turnê, Jackson foi influenciado pelo uniforme usado nas forças armadas. Para "Jam", a primeira performance do setlist, Jackson usava duas variações de um faux-uniforme militar. Trajes usados para as performances de "Workin' Day and Night", "Bad", bem como a sua posterior HIStory World Tour, foram exemplos disso. Durante a primeira perna, o uniforme incluído um collant dourado e calças pretas. Para o primeiro concerto da fase, segundo e terceiro, Jackson usava um uniforme preto com três cintas de ouro trancada, passando de um colarinho de sua cintura em uma direção e os outros dois em outra. Ele também usou este traje no show do intervalo do Super Bowl XXVII em 1993. A partir de "Wanna Be Startin' Somethin'",Jackson usava a mesma sapatilha e a mesma calça, mas, já a roupa que o cobria era uma dourada semelhante a uma roupa de esgrima, que no fundo parece com um fundo de uma "cueca" e era brilhosa. Em cima, tinha uma dobra preta e uma pequena parte, aparecia um pouco do corpo de Jackson.Quando aparecia com essa roupa, em todos os shows,os fãs iam ao delírio.


Primeira Parte (1992)
O set list original da primeira etapa incluiu canções "The Way You Make Me Feel" e "Bad", mas estes foram retirados após o oitavo concerto em Oslo, Noruega. No entanto, estas duas canções foram devolvidos para as quatro primeiras apresentações em Tóquio, capital do Japão.

Durante a etapa da Europa em 1992, a MTV foi permitida filmar os bastidores e broadcast seis e quinze episódios de um minuto sobre a tour. O show foi chamado Dangerous Diary e apresentada por Sônia Saul. Jackson realizado pela última vez em Glasgow, na Escócia em 18 de agosto, antes de ser proibido pelos chefes do conselho da cidade, devido a queixas do ruído do show criado.


Jackson vendeu os direitos de filmagem de seu concerto em Bucareste, em 1 de outubro de 1992 a HBO por US$ 21 milhões. O negócio foi o maior já pago por um concerto ao vivo. O concerto foi transmitido ao vivo pela rádio e mostrado na televisão em 61 países, e recebeu a classificação mais elevada na TV a história da rede HBO. É mais tarde recebeu a maior audiência da história cabo, em que Jackson foi homenageado com um prêmio CableACE. Em 2004, o concerto foi lançado em DVD como parte de um conjunto de Jackson caixa Ultimate Collection e, em 2005, foi lançado como um DVD separado conhecido como Live in Bucharest: The Dangerous Tour. As imagens usadas na versão final é na verdade uma mistura de imagens de Bucareste - A transmissão da BBC, HBO transmissão ao vivo (pay per view) e versão para a TV HBO. No entanto, para o DVD de muitos fãs e ângulos de câmera alternativo (alguns de outros concertos, como Wembley e Madrid) foram incluídas para dar ao show um sentimento de hype.

Em 31 de dezembro de 1992, durante o concerto de Ano Novo em Tóquio, Japão, Slash fez uma aparição especial para o desempenho de "Black or White". Ele também fez uma aparição especial na mesma canção no concerto em Oviedo, Espanha, em setembro.


Segundo Parte (1993)
O dia em que a terceira etapa teve início em 24 agosto de 1993, em Bangkok, na Tailândia, as acusações de abuso sexual infantil contra Jackson foi tornada pública. Três dias antes, um mandado de busca foi emitido, permitir que a polícia busca Jackson Neverland Ranch, em Santa Ynez Valley, Califórnia.


Em 29 de Agosto, aniversário de Michael, MJ se apresentou para 47.000, em Cingapura e os fãs cantaram "Happy Birthday To You" antes de "Wanna Be Startin' Somethin'", da mesma forma que, em 1988, em Leeds (Inglaterra), o público de mais de 65 mil fãs cantaram "parabéns" para MJ depois de "Another Part of Me".

Durante sua visita a Moscou, em setembro, Jackson imaginou e escreveu a bela canção "Stranger in Moscow", que seria lançado em seu álbum HIStory, de 1995. Foi durante uma época em que Jackson se sentia muito sozinho, longe de sua família e amigos, mas todas as noites durante seus fãs passeios ficaria em seu hotel e apoiá-lo. "Stranger in Moscow" acabou por ser um dos mais criticamente aclamadas canções do uberpopstar.

A turnê foi a durar mais tempo (69 shows foram realizados, 13 foram cancelados e ninguém sabe o número exato de shows intenção), mas devido à pressão, como resultado das acusações de abuso infantil (que estavam gerando grande mídia e atenção da imprensa), como bem como vários problemas de saúde e lesões, Jackson terminou a turnê na Mexico, em 11 de Novembro. Durante a última parada da turnê Dangerous, de Michael Jackson realizados cinco concertos esgotados de pelo menos 500 mil pessoas na Cidade do México.

Especula-se que Jackson começou a tomar Valium, Xanax e Ativan (conhecido como o Lorazepam no Reino Unido) para lidar com o estresse das acusações feitas contra ele. No outono de 1993, Jackson se tornou viciado em analgésicos, e entrou em reabilitação de drogas por alguns meses.


Setlist
"Jam"
"Wanna Be Startin' Somethin'"
"Human Nature"
"Smooth Criminal"
"I Just Can't Stop Loving You" (com Siedah Garrett)
"She's Out of My Life"
The Jackson 5 Medley
"I Want You Back"
"The Love You Save"
"I'll Be There"
"Rock With You"
"Thriller"
"Billie Jean"
"Remember the Time"
"Don't Stop 'Til You Get Enough"
"Beat It"
"In the Closet"
"Will You Be There"
"Give in to Me"
"The Way You Make Me Feel"
"Bad"
"Dangerous"
"Black or White"
"Heal the World"
"Man in the Mirror"


Os Cancelamentos e Adiamentos
08/01/92: London, Reino Unido ; remarcada para 23 de agosto de 1992
09/06/92: Gelsenkirchen, na Alemanha ; CANCELADO
09/11/92: Basiléia, Suíça ; CANCELADO
09/24/92: Sevilla, Espanha ; CANCELADO
09/29/92: Bucareste, Roménia ; remarcada para 01 outubro de 1992
10/02/92: Izmir, Turquia ; CANCELADO
10/04/92: Istambul, Turquia ; remarcada para 23 de setembro de 1993
10/08/92: Atenas, Grécia ; CANCELADO
08/25/93: Bangkok, Tailândia ; remarcada para 26 de agosto de 1993
08/26/93: Bangkok, Tailândia ; CANCELADO (Michael não estava totalmente recuperado da desidratação)
08/30/93: Singapura, Singapura ; CANCELADO (Michael entrou em colapso antes do show havia começado)
09/30/93: Johannesburg, África do Sul ; CANCELADO
10/02/93: Johannesburg, África do Sul ; CANCELADO
10/21/93: Santiago, Chile ; CANCELADO
10/26/93: Lima, Peru ; CANCELADO
11/02/93: Cidade do México, México ; CANCELADO
11/12/93: Caracas, Venezuela , Poliedro de Caracas , remarcada para 19 de novembro de 1993
11/19/93: Caracas, Venezuela , Poliedro de Caracas ; CANCELADO
12/03/93: Sydney, Austrália ; CANCELADO
12/04/93: Sydney, Austrália ; CANCELADO
12/07/93: Melbourne, Austrália CANCELADO
? 12 / / 93: Perth, Austrália Ocidental @ Burswood Dome; Cancelado
? 12 / / 93: Nova Deli, Índia ; Cancelado
12/21/93: Los Angeles, Califórnia, Los Angeles Coliseum @; Cancelado
12/22/93: Los Angeles, Califórnia @ Los Angeles Coliseum ; Cancelado
12/23/93: Los Angeles, Califórnia, Los Angeles Coliseum @; Cancelado
1/03/94: San Juan, Puerto Rico ; Cancelado
1/04/94: San Juan, Puerto Rico ; Cancelado
3/05/94: New York City, New York @ Yankee Stadium; Cancelado
3/06/94: New York City, New York @ Yankee Stadium; Cancelado
3/07/94: New York City, New York @ Yankee Stadium; Cancelado
3/15/94: Chicago, Illinois ; @ Wrigley Field; Cancelado
3/16/94: Chicago, Illinois ; @ Wrigley Field; Cancelado
3/30/94: Honolulu, Havaí ; @ Aloha Stadium; Cancelado
3/31/94: Honolulu, Havaí ; @ Aloha Stadium; Cancelado


Curiosidades
  • Se Jackson não tivesse cancelado a turnê após o concerto de 11 de novembro, a turnê teria término em Honolulu, Havaí , com um total de 87 shows (que teria passado o número de shows na turnê HIStory , que teve um total de 82 shows ).
  • O restante da turnê foi cancelada quando Jackson anunciou que estava buscando tratamento para sua dependência de analgésicos. Ele explicou que o seu stress da falsa acusação de abuso sexual infantil agora o levou a se tornar dependente de analgésicos para passar o tour.
  • O concerto agendado no dia 25 na Tailândia foi cancelado e remarcado para o dia 26. O concerto é novamente cancelada porque Jackson não estava totalmente recuperado da desidratação. Jackson lançou uma mensagem de áudio gravada para seus fãs dizendo: "Eu prometo a todos os meus fãs que estarei lá para me apresentar no Estádio Nacional, em Banguecoque em 27 de agosto. Vejo vocês na sexta-feira. Eu amo todos vocês. "
  • Momentos antes do segundo concerto em Singapura no dia 30 de agosto de 1993 Jackson desmorona no palco sofrendo de uma enxaqueca muito forte. No dia seguinte, Jackson sofre uma varredura do cérebro no hospital. A mensagem de áudio gravada segundo é liberado dizendo: "Eu estava bem de repente ontem à noite passei mal e peço desculpa pelo meu desempenho e peço desculpas pelo cancelamento e por qualquer inconveniente que possa ter causado aos meus fãs, em Singapura . Estou ansioso para vê-lo no estádio amanhã. Obrigado por seu contínuo apoio e compreensão. Eu amo todos vocês. Obrigado. "

Créditos
Michael Jackson - vocals , dançarino e coreógrafo

Dançarinos
Travis Payne- coreógrafo

Lavelle Smith
Evaldo Garcia
Randy Allaire
Michelle Berube
Jamie King
Bruno Falcão
Yuko Sumida

Musicos
Greg Phillinganes - teclados , diretor musical
Brad Buxer - teclados
Ricky Lawson - bateria
Jennifer Batten - guitarra
David Williams - guitarra
Don Boyette - bass
Kevin Dorsey - vocals , director vocal, assistente de diretor musical
Darryl Phinnessee - vocais
Dorian Holley - vocais
Siedah Garrett - vocais

domingo, 19 de junho de 2011

Jackie Chan pagou 250.000 dólares na luva de Michael Jackson para seu filho.


A super estrela Jackie Chan comprou uma luva de Michael Jackson por 250.000 dólares para seu filho Jaycee Chan em um leilão beneficiente.

"Este é o melhor presente do meu pai" disse Jaycee de 27 anos. Jaycee Chan acaba de finalizar seu primeiro disco 'Luan', em Taiwan e para comemorar seu pai Jackie Chan o presenteou com a luva.

Jaycee sempre foi um grande fã de Michael Jackson. Adora especialmente o moonwalk e os passos da dança de "Beat It".

A música de Michael Jackson também tem inspirado-o de muitas formas.


sábado, 18 de junho de 2011

Michael Jackson - The Way You Make Me Feel / Man In The Mirror Grammy Awards 1988


Bom, fica aí pra voces, nesse sabadão ,
nosso MICHAEL fazendo sua apresentação no Grammy Awards 1988
Bjs (:

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Espectáculo no Seixal presta homenagem a Michael Jackson

No próximo Sábado, dia 18 de Junho, os fãs portugueses de Michael Jackson apresentam um espectáculo de tributo ao artista. O evento, de entrada livre, terá início às 22 horas na Escola EB 2/3 Pedro Eanes Lobato, em Amora, no Seixal.

O espectáculo contará com a participação de Delfim Miranda, vencedor do concurso Nasci pra Cantar e fundador do Clube de Fãs de Michael Jackson, que irá interpretar os maiores êxitos do Rei da Pop. Antes da festa, haverá também uma sessão de fotos, com início às 21 horas.

O tributo insere-se nas actividades de final de ano lectivo da escola, com actividades a decorrer durante todo o dia. O evento presta homenagem à vida e às obras de Michael Jackson, que faleceu a 25 de Junho de 2009.


oonnw que bunitinhoo *-*

Juiz adia decisão de liberar vídeos de Michael Jackson para julgamento

A justiça de Los Angeles preferiu adiar a decisão do pedido de liberar as imagens dos ensaios de Michael Jackson não utilizadas no documentário póstumo "This Is It". O pedido veio dos advogados de Conrad Murray, o médico acusado de ser responsável direto pela morte de Michael.

A intenção do pedido é provar que Michael estava bem de saúde antes de sofrer uma overdose de medicamentos que o levou a óbito. Uma nova audição para decidir a liberação dos vídeos foi marcada para 24 de junho.

Nesta quinta (16), os advogados da Sony Pictures pediram mais tempo à justiça para conseguir mais argumentos no caso. De acordo com eles, a defesa de Murray mudou completamente a real natureza do pedido das imagens. De acordo com a Associated Press, o juiz do caso também não compreendeu que tipos de imagens a defesa de Conrad Murray quer.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Dr. Conrad Murray planeja escrever livro para limpar seu nome

Dr. Conrad Murray, ex-médico pessoal de Michael Jackson – acusado de homicídio culposo depois que ele admitiu à administração de uma dose letal do sedativo Propofol ao cantor – está pronto para limpar seu nome em um livro em que ele vai comprovar as alegações de sua inocência.

Uma fonte do X17.online contou que Murray no livro vai explicar a sua relação com Michael e aprofundar os detalhes por trás do tratamento médico do cantor. Foi dito que haverá mais detalhes sobre o Propofol, sobre a apólice de seguro de Michael com a promotora de concertos AEG e sobre os momentos finais de Michael, durante o qual Murray supostamente deixou de realizar a RCP de forma adequada e, alegadamente, fez uso do telefone antes de chamar o 911 quando o cantor parecia não estar respirando.

Murray está escrevendo o livro não só para limpar seu nome, ele está fazendo para combater um outro livro, que ele diz estar sendo escrito e que visa destruir sua credibilidade e culpá-lo plenamente pela morte de Jackson.

Murray se diz estar imensamente preocupado com seu legado e como a história vai tratá-lo , um outro motivo para que ele escrevesse o livro: “Conrad quer que seu filho veja que seu pai era inocente Ele não quer que seu filho cresça pensando que seu pai era um assassino “, diz a fonte do X17online exclusivamente.

Um tribunal de justiça, no entanto, será encarregado de fazer essa decisão judicial. Um juiz e um júri ouvirá caso de Murray em setembro, agora que o juiz adiou o julgamento. O processo de seleção do júri que já estava em andamento provavelmente cancelado e todos os 171 potenciais jurados rejeitados, assim um novo processo de seleção pode começar em 08 de setembro, com abertura de declarações no tribunal esperadas no dia 20.


quarta-feira, 15 de junho de 2011

Documentário inédito "A Hollywood Secreta de Michael Jackson" é exibido no GNT

O cantor Michael Jackson (1958-2009) é tema de programação especial no GNT

Na próxima segunda-feira (20), às 23h15, vai ao ar no canal pago GNT o documentário inédito "A Hollywood Secreta de Michael Jackson". Com depoimentos de agentes, advogados e pessoas envolvidas na trajetória do Rei do Pop, o filme mostra como Hollywood definiu a vida e a morte do cantor.

Dirigido por Mark Rossiter, o documentário revela os bastidores de Hollywood e como é gerenciada a rotina e a imagem dos artistas.

"A Hollywood Secreta de Michael Jackson" faz parte da programação especial dedicada ao cantor, entre os dias 19 e 24 de junho, no GNT. O canal também exibe o documentário "Michael Jackson: Cedo Demais para Morrer", no dia 19, e a minissérie "Os Jacksons: Um Sonho Americano", de 20 a 24 de junho, às 17h.

A programação especial terá as reprises dos documentários "O Que Matou o Rei do Pop?" (21/06), "O Que Aconteceu com Michael Jackson?" (22/06), "Meu Amigo Michael Jackson, por Uri Geller" (23/06) e "Michael Jackson – A Trajetória de um Ídolo" (24/06). Na sexta (24), às 19h15, a Sessão GNT vai reapresentar o filme "A Vida de Michael Jackson". O programa "Vamos Combinar" do dia 20 de junho também terá um episódio especial em homenagem ao Rei do Pop.

terça-feira, 14 de junho de 2011

"Behind The Mask", novo clipe de Michael Jackson, é lançado

Foi lançado nesta terça-feira (14) o clipe da música "Behind The Mask", de Michael Jackson. O vídeo foi produzido apenas com imagens dos fãs do cantor, que aparecem imitando as coreografias imortalizadas por Jackson, fantasiados como o ídolo ou dublando a música.

"Behind The Mask" faz parte do álbum póstumo "Michael", lançado em dezembro de 2010. O álbum já teve dois outros clipes. "Hollywood Tonight" acompanha uma jovem dançarina que luta para fazer sucesso - os passos da coreografia também são inspirados em danças de Jackson. Já o primeiro clipe do disco, "Hold My Hand", trazia imagens de arquivo de Jackson misturadas com gravações de crianças e cenas de felicidade em várias culturas.

Em sua semana de lançamento, "Michael" vendeu 228 mil cópias, bem abaixo das 400 mil esperadas pela gravadora Sony Music. O lançamento anterior de Jackson, a trilha sonora de "This Is It," estreou como número um nos Estados Unidos, com 373 mil unidades vendidas.

"Michael", ao que tudo indica, é o primeiro de muitos discos póstumos do Rei do Pop. Em dezembro o produtor Teddy Riley revelou à BBC que já está dentro do projeto do próximo álbum. Riley trabalhou com Jackson no disco "Dangerous", de 1991. A Sony tem um acordo de 250 milhões de dólares com os responsáveis pelo espólio do cantor. Dez álbuns devem ser lançados até 2017.

BEHIND THE MASK

segunda-feira, 13 de junho de 2011

BAD TOUR (ESPECIAL)





Turnê Mundial de Michael Jackson
Álbum base Bad
Data de início 12 de setembro de 1987
Data do fim 27 de janeiro de 1989
Partes 7
Número de apresentações 23 na Ásia
5 na Austrália
41 na Europa
54 nos EUA
123 no total







Bad World Tour, também conhecida como Magic Mystery Tour, foi uma turnê solo do cantor e compositor americano Michael Jackson, para promoção do sétimo álbum de estúdio de sua carreira solo, Bad, lançado em agosto de 1987.

A Bad Tour teve uma audiência total de 4,4 milhões de pessoas, tornando-se a turnê com maior audiência da história na época, assim como a turnê mais rentável de todos os tempos (arrecadando 125 milhões de dólares líquidos), um recorde de público e arrecadação que seria superado pelo próprio Michael duas vezes, em 1992 e 1996, em suas outras mega-turnês Dangerous World Tour e HIStory World Tour, respectivamente.

É a primeira turnê solo de Michael, sendo o primeiro setlist da Bad World Tour baseado no da Victory Tour (sua turnê anterior com os irmãos), de 1984, com apenas 2 músicas de seu álbum Bad - A faixa título "Bad" e a canção "I Just Can't Stop Loving You" - Nada perto da segunda parte da turnê, da qual, além de seus maiores sucessos anteriores, Michael ainda cantou várias músicas do playlist de Bad: Entre elas as faixas: "Bad", "I Just Can't Stop Loving You", "Smooth Criminal", "Another Part of Me", "Dirty Diana", "The Way You Make Me Feel" e "Man In The Mirror".



Produção
Primeira ParteO lançamento do sétimo álbum de Michael Jackson, Bad, em 31 de agosto de 1987 levou a um aumento absurdo (e inédito) na popularidade de Michael Jackson no Japão, que fez com que Jackson fosse apelidado de "Tufão Michael". Outros artistas populares, como George Michael e Madonna tinham começado da mesma forma suas excursões solo no mundo, indo no Japão, como foi visto como o local ideal para o último ensaio geral "ao vivo". A imprensa japonesa só idolisa seus artistas, ao contrário dos tablóides visto no Reino Unido, onde eles são mais populares. Quando o Japão Jackson Airlines Flight 61 aterrissou no Aeroporto Internacional de Narita, em Tóquio mais de 600 jornalistas, cinegrafistas e centenas de fãs estavam esperando para cobrir a sua chegada. Mesmo Bubbles, chimpanzé de estimação de Jackson, que tomou um vôo separado, foi recebido por mais de 300. Para transportar o equipamento de palco, um jato fretado jumbo voou em Tóquio, carregando 22 caminhões, juntamente com comitiva de Jackson visita de 132 pessoas.

Enquanto Jackson foi em Tóquio, crítico de música pop australiana Molly Meldrum voou para gravar em um mundo exclusivo de televisão uma hora especial com Jackson e Frank DiLeo, seu então gerente, que mais tarde foi apresentado em 60 minutos nos Estados Unidos. Whist realizar em Osaka, Jackson reuniu-se com o então prefeito Yasushi Oshima para receber a Chave da Cidade. Jackson também trouxe Bubbles, o primeiro animal permitido dentro da Cidade de Osaka Hall. Foi também em Osaka, onde Jackson anunciou a dedicação de sua turnê japonesa e cada performance de "I Just Can't Stop Loving You" para Yoshioka Hagiwara, um menino de 5 anos que foi seqüestrado e assassinado. Jackson deu £ 12.000 para os pais de Hagiwara.

O atendimento total para os concertos no Japão (14 no total) durante a primeira fase, foi 450.000, com apresentações nas cidades de Tóquio, Osaka e Yokohama. Anteriormente, os artistas só conseguiu atrair uma multidão de 200.000 em uma excursão única. A neta do imperador Hirohito assistiram ao primeiro concerto em Tóquio.

Após os primeiros catorze concertos no Japão, a turnê foi a Austrália, com cinco concertos com actuações em Melbourne, Sydney e Brisbane. Semelhante ao do Japão, a imprensa australiana estava nomeando Jackson "Crocodile Jackson" [Crocodilo Jackson]. Quando ele não estava se apresentando, Jackson passou um tempo visitando crianças doentes em suas casas nos subúrbios de Sydney, onde em uma instância que ele realmente colocar as crianças para a cama depois de um fundamento de suas mães por telefone. Foi também em Brisbane em 25 de novembro de 1987, onde Stevie Wonder fez uma aparição surpresa em um concerto para executar "Just Good Friends", uma canção que foi apresentado na Bad. Este é o desempenho só vez ao vivo da canção.

Devido a várias razões, concertos agendados em Wellington e Auckland, na Nova Zelândia, e mais shows em outras cidades da Austrália, foram cancelados.



Segunda ParteAntes da turnê se iniciar no Japão, novos figurinos e efeitos mais espetaculares foram sendo projetados para a segunda parte. Isso ocorreu devido à falta de tempo de preparação que Jackson tinha, em que muitos aspectos da primeira etapa se assemelhava a Victory Tour de 1984 do grupo The Jacksons. Para a segunda parte, Jackson mudou seu figurino, trocando a camisa de prata com uma cinta preta aparafusadas e fivelas perna múltiplas para um fecho de prata com várias fivelas pretas para baixo dos braços, e camiseta branca. Acessórios, incluindo um cinto, distintivo de braço, perna e ombro e fivelas também variaram. Uma comitiva de Jackson comentou que "achava que ele estava vestindo muito couro [durante a primeira fase], e parecia um pouco ridícula". "Então, ele cresceu seu cabelo, jogou fora a sua jaqueta e um cinto amarrado no maciço. O resultado faz olhar cru e street-wise", disseram.

Seguindo o Japão e a Austrália, Jackson e sua banda ensaiaram em Pensacola, Flórida para a primeira série da turnê de concertos nos Estados Unidos. Jackson se mencionado em uma reportagem Kansas que ele e sua tripulação "estão a começar tudo novamente com a turnê americana." "Estamos construindo um novo show com novos conjuntos, estadiamento e novas canções." Inicialmente, a fase estadunidense da Bad World Tour se iniciaria em Atlanta, capital da Geórgia, cidade símbolo da famosa marca de bebidas Coca-Cola - Porém, como a turnê de Michael era patrocinada pela Pepsi (marca de refrigerantes rival) a ideia foi logo descartada (transferindo, então, para a cidade de Kansas City, Missouri).



Em 3 de Março de 1988 Jackson realizou um concerto privado no Madison Square Garden, na cidade de Nova York, onde todos os produtos foram doados para a United Negro College Fund. Os bilhetes para o concerto não podia ser comprado nas bilheterias regulares, como um sistema de loteria especial determinados receptores bilhete. Tatiana Thumbtzen, que foi apresentado no vídeo de "The Way You Make Me Feel", beijou Jackson durante a execução da canção. O incidente criou histórias sobre Jackson e relacionamento Thumbtzen. Siedah Garrett, que forneceu vocais para "I Just Can't Stop Loving You" em Bad e co-escreveu "Man in the Mirror" também fez uma aparição especial. Embora a turnê dos Estados, do 2 performances em St. Louis, Missouri teve de ser cancelado devido ao sofrimento Jackson de laringite, após pegar um resfriado. Para ambos os concertos em Atlanta, Geórgia, Jackson deu 100 bilhetes para o Children's Wish Foundation para crianças com doenças terminais.



Seguindo os Estados Unidos, a turnê foi para a Europa com o concerto de abertura em Roma, Itália 23 de maio de 1988. Apenas algumas horas antes do show começou, Jackson saiu furtivamente pela parte de trás do Hotel Lord Byron, onde ele estava hospedado, vestido com uma peruca de cabelos encaracolados, bigode falso e capa de chuva para andar pelas ruas sozinho. Isto criou um pânico entre a sua segurança. Jackson foi encontrado em seguida ao retornar para o hotel por conta própria em um táxi. Enquanto em Roma, Jackson doou £ 100.000 para o Hospital Bambino Gesù, hospital pediátrico de líder na Itália. Os concertos na Itália foram realizadas em Roma e Turim.

O concerto em Basel, na Suíça, em 16 de junho de 1988 teve a participação de Elizabeth Taylor e Bob Dylan. Enquanto, em Basileia, Jackson reuniu-se com Oona O'Neill, viúva de Charlie Chaplin, um dos seus maiores ídolos. Os dois concertos em Gutembergue, Suécia em 11 de junho e 12 de junho de 1988 foram marcados no Estádio Ullevi, mas foi sob o reparo. Em vez do concerto ser realizado no estaleiro, em Gotemburgo Eriksberg. Enquanto em turnê na Europa, Jackson seria dado o nome "The Earl of Whirl" e "O Peter Pan do Pop".
Os concertos no Reino Unido, especialmente no original Wembley Stadium em Londres, foram os mais esperados e ansiosamente aguardado pelos fãs de todo a turnê. Em parte devido a isso foi que as idéias de concertos de The Jacksons, no Reino Unido em 1984 acabaram por ser cancelada. Anthony Davis, um membro do pessoal da turnê de segurança, disse que os fãs em Londres "ter esperado tanto tempo para o show" em que "o nível de expectativa cria histeria em massa." Os ingressos para as datas inicial 5 julho foi na venda em janeiro, com a procura de bilhetes superior a 1,5 milhões, o suficiente para esgotamento do local capacidade 72.000 pessoas. O primeiro concerto em 14 de julho de 1988 teve a participação de várias celebridades, incluindo Shirley Bassey, Jack Nicholson e Bruno Frank. Dois dias depois, em 16 de julho, a princesa Diana e o príncipe Charles estava em atendimento. Jackson conheceu os dois antes do show em que ele doou 450.000 dólares para o Prince's Trust e do Great Ormond Street Hospital. Jackson também apresentou uma jaqueta da turnê especial em exibição dos álbuns solo de Jackson "Bad", "Thriller" e "Off the Wall" às crianças reais. Com os concertos no Estádio Wembley Jackson ganhou uma terceira entrada para o Guinness World Records da turnê solo em 8 de setembro de 1988. Os sete shows esgotados foram atendidas por um total de 504.000. Gestão do estádio apresentado Jackson com o prêmio que era anteriormente detida pela Genesis, com 4. Até a demolição do estádio, em 2003, este disco permaneceu intacta.
Durante a turnê do Reino Unido, os shows realizados em Leeds, em 29 de agosto de 1988 em seu 30° aniversário. Os fãs cantaram "Happy Birthday to You" antes de "Another Part of Me". Um incidente ocorrido durante o show em que um piloto que estava "sendo caçado" pela polícia depois que um avião voar acima da multidão de 90.000 abaixo de 200 pés. Ninguém ficou ferido, mas 96 foram presos na maior parte de embriaguez e de alguns dos danos e do tráfico de drogas. Após o concerto, Jackson doou 130.000 dólares para dar para a Vida, a uma instituição de caridade britânica que foi com o objetivo de levantar 1,9 milhões de dólares para um programa de imunização para 40.000 crianças. O último concerto no Reino Unido e da turnê européia foi completamente um que Jackson era ansiosamente antecipar. "Eu sempre considerei Liverpool a casa da música pop contemporâneo", disse ele aos repórteres. "Em virtude de ser o local de nascimento dos Beatles incomparável." O concerto, que teve lugar no Racecourse de Aintree, resultou em centenas de fãs a ser tratados pelo serviço de St. John Ambulance para passar as dores de cabeça, desmaios, , histeria e ser esmagado entre a multidão de 125.000, o maior show da turnê. A quantidade de terra usados abrangidos os três primeiros saltos no Parque Nacional do Grand .

Durante agosto de 1988, após a realização de 5 a 7 de concertos em Londres, Jackson e sua equipe ficou na £ 50.000 por semana Incosol Health Spa em Marbelha, Espanha, para ajudá-los a estar em forma para o resto da turnê. Regime de Jackson saúde incluídas caminhadas na montanha, sessões de ginástica e massagens subaquáticas.

Após um total de 41 concertos na Europa, a turnê foi para os Estados Unidos para a sua segunda corrida em 1988, atuando em mais 7 cidades. A turnê foi inicialmente previsto para terminar no Boxing Day de 1988, em Tóquio, mas Jackson sofria de inchaço cordas vocais após a primeira, de 6 de concertos agendados em Los Angeles, Califórnia, em novembro. Os 5 restantes foram então remarcada para janeiro de 1989. E mais 9 shows no Tokyo Dome (que substitui o antigo estádio Korakuen onde Jackson se apresentou em 1987) foram realizados, totalizando o atendimento turístico japonês para 570.000 em 23 concertos, incluindo dois no dia de Natal e Dia de Santo Estêvão. O final de 5 concertos no Memorial Sports Arena em Los Angeles foram realizadas para concluir a turnê. Para o último concerto em 27 de janeiro de 1989 Jackson doou mais de £ 700.000 de empresas do concerto para Childhelp, uma organização de luta contra a crueldade infantil e dedicou o "Motown Medley performance" de Berry Gordy, fundador da Motown Records



Setlists

Primeira Parte (1987)
"Wanna Be Startin' Somethin'"
"Things I Do For You"
"Off The Wall"
"Human Nature"
"This Place Hotel"
"She's Out Of My Life"
'Motown' Medley
'I Want You Back'
'The Love You Save'
'I'll Be There'
"Rock With You"
"Lovely One"
"Bad Groove" (Video Interlude)
"Working Day And Night"
"Beat It"
"Billie Jean"
"Shake Your Body (Down to the Ground)" contendo elementos de "Don't Stop 'Til You Get Enough"
"Thriller"
"I Just Can't Stop Loving You"
"Bad"
Segunda Parte (1988/89)
"Wanna Be Startin' Somethin'"
"This Place Hotel (Heartbreak Hotel)"
"Another Part Of Me"
"I Just Can't Stop Loving You"
"She's Out Of My Life"
Motown Medley
'I Want You Back'
'The Love You Save'
'I'll Be There'
"Rock With You"
"Human Nature"
"Smooth Criminal"
"Dirty Diana"
"Thriller"
"Bad Groove" (Video Interlude)
"Working Day And Night"
"Billie Jean"
"Beat It"
"Bad"
"The Way You Make Me Feel"
"Man In The Mirror"



CURIOSIDADES :
- Durante o primeiro mês de turnê, Michael faturou mais de 25 milhões de dólares unicamente entre vendas de entradas e materiais oficiais.

- Em Marbella, Michael pagou por dez dias de relaxamento no Incosol, um luxuoso hotel-balneário. No total sua visita pela Espanha durou menos de uma semana. De fato, ninguém sequer se hospedou nesse hotel.

- Igual à turnê Victory, a Bad Tour rompia novos recordes praticamente a cada semana, e se converteu também no maior espetáculo musical – em todos os sentidos – até hoje.

- Michael é o único artista na história a fazer 7 concertos consecutivos no estádio britânico Wembley vendendo todas as entradas. As normas do estádio impedem fazer mais de sete concertos seguidos por artista, mas vendo a demanda calculada – de não haver limite – pôde ser vendida todas as entradas para vinte concertos aproximadamente.

- As entradas dos primeiros concertos da Bad Tour em Londres (144 mil no total) foram vendidas em menos de três horas.

- Michael e Tatiana Thumbzen (a garota do vídeo "The Way You Make Me Feel") estavam começando a namorar quando ela apareceu de forma extraordinária em três concertos em Nova York. No terceiro, se beijaram no palco. O empresário de Michael ficou furioso, tanto que ela foi despedida imediatamente.

- Durante a passagem da turnê pela Austrália, Michael coincidiu encontrar com Stevie Wonder, a quem convidou a subir no palco para cantarem juntos.

- Michael comprou as terras do Rancho Sycamore (que pouco depois passaria a se chamar Neverland Valley Ranch) com parte do dinheiro que ganhou na Bad Tour.

- As atrizes italianas Sofia Loren e Gina Lolobrigida não se falavam há anos, até que Michael as chamou para tirarem uma foto com ele.

- Michael quis se encontrar com o Papa João Paulo II durante a turnê, mas a santidade estava muito ocupada na época.

- Tristemente, houve distúrbios violentos durante o concerto em Berlim, pela divisão que o muro ocasionava, quando a polícia enfrentou milhares de fãs na zona comunista que queriam passar para o lado oeste para ver o concerto de Michael.

- Segundo informou o promotor de eventos Marcel Avram, Michael ganhava durante a turnê Bad na Europa quase 5 mil euros por minuto. Depois de pagar o salário a 140 profissionais que viajavam com ele, ainda obtinha lucros de mais de 575 mil euros por cada concerto.

- Ao finalizar a turnê em Los Angeles, o prefeito da cidade proclamou o dia 27 de janeiro como o Dia de Michael Jackson.





domingo, 12 de junho de 2011

Sony se recusa a emprestar vídeos de Michael Jackson ao médico acusado de matar o cantor

O médico Conrad Murray, acusado de matar involuntariamente o cantor Michael Jackson com altas doses do anestésico Propofol, está interessado em assistir todas as fitas da turnê "This is It". Segundo o site TMZ, os advogados do médico querem provar que Michael estava em um estado tão delicado que sua morte pode ter sido causada por outros motivos, e não pelo Propofol.

A Sony Pictures, no entanto, que detém os vídeos se nega a entregá-los a Murray por diversas razões. Uma delas é que o material é confidencial e que, para transportá-lo, foi necessário que guardas acompanhassem o caminhão no meio da madrugada.

Outro motivo alegado pela Sony é que há mais de 20 caixas de vídeos e que a cópia deles custaria mais de US$ 200 mil à empresa. A Sony ainda afirma que pretende usar as imagens em futuras edições de aniversário do cantor.

sábado, 11 de junho de 2011

Médico quer liberação de vídeos secretos de Michael Jackson


Os advogados do médico pessoal do cantor, acusado de ter matado o pop star involuntariamente, querem ver cada minuto dos vídeos dos ensaios para a turnê This is It, que não chegou a ocorrer, por acharem que podem provar que Jackson estava sem condições físicas para trabalhar.

No entanto, as fitas estão com a Sony Pictures, que prefere não disponibilizar os vídeos, alegando que são 20 caixas, que custaria US$ 200 mil (aproximadamente R$ 319 mil) para copiá-las e que pretendem usar as imagens em futuras edições de aniversário do cantor.

O julgamento do Dr. Conrad Murray será em setembro.


FDP Conseguiiu ;@@

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Lançamento de perfume em homenagem a Michael Jackson cheira a problema

O lançamento de um perfume em homenagem a Michael Jackson, em Las Vegas, patrocinado por seu pai, Joe, junto com um criador de aromas francês, deixou em evidência problemas entre os sócios, ao mesmo tempo em que um grupo americano visa a impedir, na justiça, sua chegada ao mercado.

A apresentação do perfume estava prevista para a noite de quinta-feira, com uma coletiva e uma promissora festa no clube-cassino Caesars Palace de Las Vegas.
Estavam convidados celebridades como Paris Hilton e outros membros do clã Jackson, mas Joseph - conhecido como Joe - contou apenas com o breve apoio de sua filha, La Toya, e algumas modelos desconhecidas.

A imprensa americana não compareceu.

Durante a apresentação, o pai do rei do pop evitou explicitamente qualquer ligação física com o francês Franck Rouas, dono da empresa Julian Rouas Paris, que criou as fragrâncias para homens e mulheres.

Os problemas entre os sócios teriam surgido após a publicação, na internet, do contrato do negócio do perfume e a desconfiança do pai do cantor de "Thriller" com o empresário francês.
"Não gosto da forma como ele (Rouas) faz as coisas. Mas o negócio do perfume continua, foi iniciativa minha", disse à AFP o patriarca dos Jackson.

A esta tensão se soma a tentativa de um grupo americano de impedir que as fragrâncias sejam lançadas no mercado. Na própria quinta-feira, a empresa Bravado, que possui os direitos de licença de comercialização dos produtos com o nome de Michael Jackson, apresentou um processo contra Rouas.

"O processo apresentado na corte do distrito de Los Angeles busca evitar que uma empresa de perfume de Las Vegas que opera como 'Julian Rouas Paris' continue explorando ilegalmente as marcas registradas, direitos autorais e o nome do falecido Michael Jackson", informaram os documentos judiciais.

Bravado também pede 150 mil dólares por perdas e danos pelo uso do nome e da imagem de Michael Jackson em um produto.

Apesar do problema com Rouas, o pai de Jackson subestimou todas as implicações legais que representa usar o nome de seu filho morto, uma marca que movimenta milhões de dólares nas mãos de um fundo do qual ele foi afastado no testamento do astro pop.

"Podem dizer o que quiserem, são empresas as que falam, ao contrário eu sou o pai, era meu filho e posso decidir o que fazer com seu nome e em sua homenagem", disse Jackson.

"Sempre vão tentar impedir minhas iniciativas porque não gostam de mim", acrescentou, enquanto em separado, Rouas disse que a Fundação Michael Jackson - criada pelo pai - lhe dá todo o apoio legal para comercializada um perfume com o nome do rei do pop.

A incerteza pesa, agora, sobre a data da chegada ao mercado de "Jackson's Tribute" para homens e "Jackson's Legend" para mulheres, aromas inspirados nas plantas do rancho Neverland, onde Michael Jackson viveu antes de morrer, em Los Angeles, em 25 de junho de 2009.

Segundo Rouas, as fragrâncias que pretendem ser vendidas "a 40 dólares nos Estados Unidos e na Europa, e chegarão ao mercado americano a qualquer momento e em setembro na França e em toda a Europa".

Mas os investidores americanos por trás do projeto se mostraram mais cautelosos em revelar quantias e eventuais datas de comercialização do perfume.

"O plano é lançar o perfume quando tivermos a versão final, obviamente, estamos em um ponto de conflito e temos que ser muito cuidadosos a respeito. Não vamos ficar fora do aspecto jurídico", disse Zach Cole, um dos investidores.

Michael Jackson e Freddie Mercury disputam eleição de melhor vocalista


Michael Jackson ultrapassou Freddie Mercury numa eleição do melhor vocalista de todos os tempos pela revista inglesa New Musical Express (NME), mas os fãs do Queen trataram de inverter as posições em poucas horas.

O Rei do Pop amanheceu nesta quarta-feira com nota 8,66, contra 8,50 do cantor de Bohemian rhapsody. Para reverter o jogo, o Facebook do Queen lançou campanha pedindo que seus fãs votassem no seu vocalista original, morto em 1991. No início da tarde Mercury já liderava com 8,65, contra 8,50 de Jackson.

Para votar, o internauta deve ir ao site do NME e dar notas a cada um dos cantores apresentados. Atualmente Axl Rose ocupa a terceira posição (nota 6,96), seguido por John Lennon (6,41) e Robert Plant (6,29). A enquete já teve mais de quatro milhões de votos.

Mostrando a força dos clássicos, Matt Bellamy, do Muse, é o único no Top 20 que começou a carreira nos últimos 25 anos. Metade dos favoritos entre os internautas já não vive mais entre nós, entre eles Elvis Presley, Jim Morrison, Kurt Cobain e Bob Marley.

As mulheres não estão bem representadas na votação. Apenas Aretha Franklin e Janis Joplin aparecem entre os 20 mais. As notas são atualizadas a cada 30 minutos, então tudo isso pode mudar. O resultado final será divulgado no fim do mês.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Michael Jackson The Experience (3DS)

A empresa Ubisoft acaba de soltar o preview da nova versão do game Michael Jackson: The Experience agora para os portáteis Nintendo 3DS e PSVITA.

O título inclui 15 canções do Rei do Pop.




Créditos: MJ Beats

Michael Jackson "Behind the Mask" Video Trailer

Veja o trailer oficial do clipe "Behind The Mask" que estreará em 14 de Junho de 2011 no Facebook oficial de Michael Jackson.

O vídeo será 100% feito com participação dos fãs.



Créditos: MJ Beats

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Jaqueta usada por Michael Jackson em 'Thriller' será leiloada

A jaqueta preta e vermelha que Michael Jackson usou no vídeo de "Thriller" será leiloada por ocasião do segundo aniversário de sua morte, em 25 e 26 de junho, em Beverly Hills, entre várias roupas de artistas como Beatles, Madonna e Lady Gaga, informou nesta segunda-feira a casa de leilões Julien's Auctions.

A jaqueta será leiloada junto à peruca usada quando anunciou a turnê "This is it", no início de 2009, a camiseta utilizada por ele no vídeo de "Scream" e a caixa de correio de Carolwood Drive, a mansão de Beverly Hills (Califórnia, oeste) na qual morreu há dois anos, em 25 de junho, dia do início do leilão, segundo um comunicado da casa de leilões.


A venda da jaqueta, considerada "a peça mais reconhecida e significativa da cultura pop", está estimada entre 200.000 e 400.000 dólares, e parte do dinheiro arrecadado será destinado à Reserva Shambala, habitat desde 2006 dos tigres do cantor, chamados "Thriller" e "Sabu", explicou o comunicado.

Os dois tigres vivem nessa reserva ao norte de Los Angeles desde 2006, quando Jackson mudou-se de Neverland, sua fazenda de fantasia no nordeste da Califórnia.

Shambala é o safari que faz parte da fundação protetora dos animais fundada pela atriz Tippi Hedren em 1983, destinada a felinos exóticos abandonados por proprietários milionários ou apreendidos pelas autoridades americanas por serem vítimas do tráfico ilegal.

O leilão intitulado "Ícones Musicais" incluirá peças de figuras como os Beatles, Janis Joplin, Jimi Hendrix, Eric Clapton, Kurt Cobain, Madonna, Frank Sinatra, Ozzy Osbourne, Bruce Springsteen, Bob Dylan, Ramones, Elvis Presley e até objetos de Justin Bieber e Lady Gaga.

Michael Jackson morreu aos 50 anos de overdose de propofol, um anestésico muito potente que a estrela usava como sonífero.

O médico pessoal do músico, Conrad Murray, deverá enfrentar um julgamento por homicídio involuntário a partir de setembro, segundo o último adiamento pedido por sua defesa para preparar seu caso.


Pera ae, ele falo peruca ??
que peruca ? =O

Seguradora quer anular apólice de cancelamento de shows de Michael Jackson

A seguradora da série de shows de retorno que Michael Jackson faria está pedindo a um juiz de Los Angeles para anular uma apólice de não-apresentação aplicada a produtores de espetáculos.

Representantes da Lloyd's, de Londres, processaram a AEG Live e a empresa de Jackson nesta segunda-feira (6), alegando que a produtora do show falhou ao fornecer informações médicas e detalhes sobre o médico acusado de ser responsável pela morte do cantor.

O processo diz que a Lloyd's exigiu uma apólice de não-comparecimento e cancelamento do show em abril de 2009 -- dois meses antes da morte da estrela do pop.

A seguradora afirma que o exame médico de Jackson exigido pela apólice nunca foi realizado, e que eles não deveriam ter que pagar os 50 shows cancelados que aconteceriam na Arena O2, em Londres.

Um e-mail pedindo comentários da AEG não foi respondido imediatamente.

Dois anos sem “Michael Jackson – O Rei do Pop”

Após 2 anos na morte de Michael Jackson, completos exatamente no dia 25 de junho, o Shopping Taboão realiza a exposição “Michael Jackson – O Rei do Pop”, entre os dias 6 e 26, para contar em detalhes sua trajetória.


Estarão disponíveis fotografias (algumas inéditas), sua discografia completa, réplicas de figurinos licenciadas e um painel, onde os fãs poderão registrar suas homenagens.

Além de todo esse material, haverá ainda, uma estátua em tamanho real e algumas tvs espalhadas pelo espaço, que exibirão durante todo o tempo os maiores sucessos em videoclipes estrelados pelo astro.

[RARE] Michael Jackson & Barry Gibb - "All In Your Name" (Legendado) #2

Saiu a segunda parte do vídeo da música "All In Your Name"
[aaaa] morri aqui *-*



VÍDEO BÔNUS

Ah e como bônus tenho esse vídeo que uma amiga fez,
ela junto a parte um e dos do video acima,
ficou bem legal espero que gostem tbm :D

domingo, 5 de junho de 2011

VICTORY TOUR


A Victory Tour foi a maior e última turnê dos Estados Unidos e Canadá por The Jacksons . Começando 06 de julho de 1984 e término em 09 de dezembro do mesmo ano, a turnê incluiu 55 concertos para um público de aproximadamente 2 milhões de euros. Foi nomeado após o recém-lançado Jacksons 'álbum Victory , embora nenhuma das canções do álbum aparecer na turnê do set list ( Marlon confirmou que era porque Michael se recusou a ensaiar ou realizá-las). O passeio teria arrecadou aproximadamente US $ 75 milhões e estabeleceu um novo recorde para a turnê, então maior bilheteria. O 1984 Victory Tour apresentou único decorado de luva de Michael, jaqueta preta com lantejoulas e moonwalk , que cativou audiências ao redor do mundo no início de 1983, apenas cerca de um ano antes.

Na sequência de uma polémica com a forma como os bilhetes foram comprados, vocalista Michael Jackson doou seus rendimentos (aproximadamente US $ 5 milhões) da turnê de três instituições de caridade, incluindo o TJ Martell Fundação para Pesquisa do Câncer e Leucemia, o United Negro College Fund , e Camp Ronald McDonald para o Good Times .


Controvérsia Ticket e Outras Questões Empresariais
O promotor da turnê original era Chuck Sullivan, o filho de New England Patriots proprietário Billy Sullivan . A turnê que era então vendido um número recorde de ingressos de US $ 30/seat (que era visto como um preço extraordinariamente elevado na época.) Mas o lado empresarial da turnê foi atormentado por problemas, mesmo depois de Don King assumiu o dia-a-dia operações da turnê em um papel que Billboard apresentador. "descreveu" o como o tour The Jacksons se acabou fazendo uma boa grana muito: que rendeu aproximadamente US $ 28 milhões, depois $ 13 milhões em custos de produção foram deduzidas de 41 milhões garantia de US $. Sullivan e Rei, mas perdeu milhões, e em um ponto Sullivan interrompeu o pagamento em um cheque de US $ 1,9 milhões para a banda. O roteiro original previa 40 datas, o que foi ampliado para 55 datas para tentar recuperar parte das perdas. As perdas sofridas pelos Sullivan comprometido o funcionamento do Patriots, forçando a família Sullivan a vender o time de futebol em 1988.

A logística de vendas de ingressos foram especialmente problemáticos. O procedimento inicial era de que os fãs tiveram para comprar os bilhetes em blocos de quatro (a um custo de US $ 30 por bilhete), com um limite de um bloco de quatro por endereço. Além disso, os bilhetes deviam ser pagos por intermédio de um EUA Correios ordem de pagamento, utilizando o formulário original encontrada em participar jornais, cópias dos formulários não eram permitidos. Devido a esses requisitos, alguns correios tinha acabado de ordens de pagamento, e alguns empresários empreendedores compraram cópias extras de jornais com um formulário de candidatura, para as cidades que não têm um jornal participantes. Alguns fãs saiu de madrugada e roubaram jornais off 'gramados vizinhos para obter os formulários.

Em 05 de julho de 1984, após receber uma carta de onze anos de idade, fã Ladonna Jones, no qual ela acusa os Jacksons e os promotores de ser "egoísta e só por dinheiro", Michael realizou uma conferência de imprensa para anunciar mudanças na organização do passeio e também para anunciar que a sua parte dos lucros da turnê seria doado à caridade. Mais tarde, Jones recebeu tratamento VIP no concerto em Dallas, Texas. A seguir é a fala de Michael em uma conferência de imprensa em 05 de julho de 1984, um dia antes do início da turnê:

"Estamos começando o nosso amanhã turnê e eu queria conversar com você sobre algo de grande preocupação para mim. Temos trabalhado muito tempo para fazer esse show o melhor que pode ser. Mas sabemos que muitas crianças estão tendo problemas obter bilhetes. Outro dia eu recebi uma carta de uma menina em Texas chamado Ladonna Jones. Ela estava guardando seu dinheiro de biscates para comprar um bilhete, mas com o sistema atual turnê, ela teria que comprar quatro bilhetes e ela não podia pagar isso. Então, eu perguntei ao nosso promotor para elaborar uma nova forma de distribuição de bilhetes, um caminho que já não requer uma ordem de dinheiro $ 120,00. Também tem havido muita conversa sobre a participação do promotor de dinheiro bilhetes que não vendeu. Pedi nosso promotor para acabar com o e-mail sistema de encomenda de bilhetes o mais cedo possível para que ninguém vai pagar menos que começ um bilhete. Finalmente, e mais importante, há outra coisa que eu vou anunciar hoje. Eu quero que você saiba que quando eu concordaram em turnê, eu decidi doar todo o dinheiro que faz do nosso desempenho para a caridade. "


Pessoal
Com exceção de alguns meses, em meados de 1975, a vitória era de turismo, marcou o único momento em que todos os seis irmãos Jackson trabalharam juntos, ao mesmo tempo como uma banda. Jackie Jackson perdeu a maior parte da turnê por causa de uma contusão na perna. Essa lesão foi descrito na época como uma lesão no joelho contraída durante os ensaios extenuante. Margaret Maldonado (mãe de dois de Jermaine Jackson infantis) alegou que Jackie na verdade quebrou a perna em um acidente de carro: sua primeira esposa Enid atropelou em um estacionamento após capturá-lo com outra mulher. (Que outra mulher foi um obscuro bailarina então e cantor chamado Paula Abdul , que manteve seu trabalho como Victory Tour coreógrafo.) Em qualquer caso, Jackie fez uma rápida recuperação e foi capaz de reunir os seus irmãos no palco para a última parte o passeio.

Michael cantou todos os vocais, com exceção de um medley de sucessos de Jermaine solo.
Eddie Van Halen fez pelo menos uma participação especial, fazendo o " Beat It "solo de guitarra.
Logo após a turnê acabou, Michael e Marlon deixou o grupo para iniciar carreira solo, sem The Jacksons.

Set list
O set list inclui músicas dos álbuns The Jacksons Destiny e Triumph . Apesar do nome da turnê, o álbum Victory não estava representado. Havia também as músicas na lista de Jermaine e carreiras solo de Michael. Canções de álbuns de Michael Off the Wall e Thriller foram ambos representados. O set list não incluem " Thriller "em si.
Jermaine, por vezes, interpretou a canção "Dynamite" durante a sua mistura de solo em lugar do habitual "You Like Me Don't You".

Datas da turnê
1984/07/06 Arrowhead Stadium - Kansas City , Missouri , EUA - 45000
1984/07/07 Arrowhead Stadium - Kansas City, EUA, Missouri - 45.000
1984/07/08 Arrowhead Stadium - Kansas City, EUA, Missouri - 45.000
1984/07/13 Estádio Texas - Dallas , Texas, EUA, - 40.000
1984/07/14 Estádio Texas - EUA Dallas, Texas, - 40.000
1984/07/15 Estádio Texas - EUA Dallas, Texas, - 40.000
1984/07/21 Gator Bowl Stadium - Jacksonville , Florida , EUA - 45000
1984/07/22 Gator Bowl Stadium - Flórida, Jacksonville, EUA - 45000
1984/07/23 Gator Bowl Stadium - Flórida, Jacksonville, EUA - 45000
1984/07/29 Giants Stadium - East Rutherford , New Jersey , EUA - 44282
1984/07/30 Giants Stadium - East Rutherford, New Jersey, EUA - 44282
1984/07/31 Giants Stadium - East Rutherford, New Jersey, EUA - 44282
1984/08/04 Madison Square Garden - New York City , Nova Iorque , EUA - 17000
1984/08/05 Madison Square Garden - New York City, Nova Iorque, EUA - 17000
1984/08/07 Estádio Neyland - Knoxville , Tennessee , EUA - 48783
1984/08/08 Estádio Neyland - Tennessee, Knoxville, EUA - 48783
1984/08/09 Estádio Neyland - Tennessee, Knoxville, EUA - 48783
1984/08/17 Pontiac Silverdome - Detroit , Michigan , EUA - 47900
1984/08/18 Silverdome Pontiac - Michigan, Detroit, EUA - 47900
1984/08/19 Silverdome Pontiac - Michigan, Detroit, EUA - 47900
1984/08/25 Rich Stadium - Buffalo , Nova Iorque, EUA - 47000
1984/08/26 Rich Stadium - Buffalo, Nova Iorque, EUA - 47000
1984/09/01 Estádio JFK - Filadélfia , Pensilvânia , EUA - 60000
1984/09/02 Estádio JFK - Pensilvânia, Filadélfia, EUA - 60000
1984/09/07 Mile High Stadium - Denver , Colorado, EUA, - 54.000
1984/09/08 Estádio Mile High - Denver, Colorado, EUA - 51000
1984/09/17 Estádio Olímpico - Montreal , Quebec no Canadá, - 40.000
1984/09/18 Estádio Olímpico - Montreal, Quebec, Canadá - 40.000
1984/09/21 RFK Stadium - Washington DC , EUA - 45000
1984/09/22 Estádio RFK - Washington DC, EUA - 45000
1984/09/28 Estádio JFK - Pensilvânia, Filadélfia, EUA - 60000
1984/09/29 Estádio JFK - Pensilvânia, Filadélfia, EUA - 60000
1984/10/05 Exposição Estádio Nacional do Canadá - Toronto , Ontário , Canadá - 35 mil
1984/10/06 Exposição Canadian National Stadium - Toronto, Ontário, Canadá - 35 mil
1984/10/07 Exposição Canadian National Stadium - Toronto, Ontário, Canadá - 35 mil
1984/10/12 Comiskey Park - Chicago , Illinois , EUA - 40000
1984/10/13 Comiskey Park - Chicago, Illinois, EUA - 40000
1984/10/14 Comiskey Park - Chicago, Illinois, EUA - 40000
1984/10/19 Estádio Municipal - Cleveland , Ohio , EUA - 50000
1984/10/20 Estádio Municipal - Cleveland, Ohio, EUA - 44000
1984/10/29 Estádio do condado de Fulton - Atlanta , Geórgia , EUA - 31000
1984/10/30 Estádio do condado de Fulton - Geórgia, Atlanta, EUA - 30000
1984/11/02 Orange Bowl - Miami , Florida , EUA - 68000
1984/11/03 Orange Bowl - Miami, Flórida, EUA - 66000
1984/11/09 Astrodome - Houston , Texas , EUA - 40000
1984/11/10 Astrodome - Houston, Texas, EUA - 40000
1984/11/16 BC Place Stadium - Vancouver , British Columbia , Canadá - 42 mil
1984/11/17 BC Place Stadium - Vancouver, British Columbia, Canadá - 42 mil
1984/11/18 BC Place Stadium - Vancouver, British Columbia, Canadá - 42 mil
1984/11/30 Dodger Stadium - Los Angeles , Califórnia , EUA - 55000
1984/12/01 Dodger Stadium - Los Angeles, Califórnia, EUA - 55000
1984/12/02 Dodger Stadium - Los Angeles, Califórnia, EUA - 55000
1984/12/07 Dodger Stadium - Los Angeles, Califórnia, EUA - 55000
1984/12/08 Dodger Stadium - Los Angeles, Califórnia, EUA - 55000
1984/12/09 Dodger Stadium - Los Angeles, Califórnia, EUA - 55000

Artistas
Performers chumbo
Randy Jackson: voz, percussão
Jermaine Jackson: vocal, baixo
Tito Jackson: voz, guitarra
Michael Jackson: vocais
Marlon Jackson: voz, percussão
Jackie Jackson: voz, percussão (Primeira performance nos shows Quebec)

Os membros da banda
Music diretor (es): The Jacksons
Bateria: Moffett Jonathan
David Williams, Gregg Wright: Guitarras
, Kaplan: Teclados Rory Pat Leonard e Jai Winding


Créditos

  • Tour Manager: Don King
  • Tour Coordenador: Larry Larson
  • Coordenador Adjunto: Winston Marla
  • Gerente de Produção: Peyton Wilson
  • Direção Assistente de Produção: Gary Lyons Bouchard & Debbie
  • Stage Manager: Mike Hirsh
  • Assistente de Direcção de Cena: Jackson Pee Wee
  • Consultor de Produção: Graham Ken
  • Coordenadores Site: John "Bugzee" Hougdahl, Ward José
  • Fase de Construção e Engenharia: Plainview, Inc. - John McGraw
  • Iluminação Robótica: Design - Michael Jackson
  • Eidophor projeção de vídeo: MB Productions, Inc.
  • Design & Manufacturing Execution: Sistemas de Entretenimento Aplicada
  • Iluminação da Empresa: TASCO
  • Coordenadores Site: Hougdahl Bugzee & Ward José
  • Companhia do Som: Áudio Clair Brothers
  • Misturadores House: Procise ML & Stahl Mike
  • Efeitos do laser: Showlasers, Inc., Dallas, Texas
  • Músicos Design Figurino: Jackson Enid
  • Ilusões zmágicas: Fran Harary
  • Coreografia: Paula Abdul
  • Vídeo Direção: Fullerton Sandy
  • Jackson Sportswear Crew: Nike
  • Assuntos Comunitários: Harold Preston
  • Consultor para Assuntos da Comunidade: Wilson Cynthia

Polêmicas

O promotor da turnê original era Chuck Sullivan, o filho do proprietário do New England Patriots Billy Sullivan. Os ingressos que eram então vendidos por US$ 30 (um preço absurdamente caro para a época. Para se ter uma ideia, normalmente durante a década de 80, ingressos para shows nos EUA, não passavam de US$ 20), e só podiam ser adquiridos em lotes de no mínimo 4. Mas o lado empresarial da turnê foi atormentado por problemas, mesmo depois de Don King assumiu como empresário e promotor da tour.

Em 5 de Julho de 1984, após receber uma carta da fã LaDonna Jones, um menina de 11 anos, na qual ela acusa os Jacksons e os promotores de serem "egoístas e só se importarem com os altos lucros", Michael organizou uma conferência de imprensa para anunciar as mudanças no organização das vendas, e também para anunciar que a sua parte dos lucros da turnê seria doado à caridade. Jones depois recebeu tratamento VIP no concerto na cidade de Dallas, no estado americano do Texas. A seguir é a fala de Michael em uma conferência de imprensa em 5 de Julho de 1984, um dia antes do primeiro show da Victory Tour:

"Começaremos nossa turnê amanhã e eu queria falar com vocês sobre algo de grande preocupação para mim. Temos trabalhado muito tempo para fazer este show o melhor que pode ser. Mas sabemos que muitas pessoas estão tendo problemas para adquirir os ingressos. Outro dia recebi uma carta de uma menina do Texas chamada LaDonna Jones. Ela tem economizado seu dinheiro para comprar um bilhete, mas com o sistema atual da turnê, ela tem que comprar quatro ingressos e ela não tem condições para isso. Então, eu perguntei ao nosso promotor paraelaborar uma nova forma de distribuição de bilhetes, de forma que não requer uma ordem de dinheiro $120,00. Também houve muita conversa sobre o dinheiro para a exploração promotor bilhetes que não vender. Pedi nosso promotor para terminar o sistema de correio de bilhetes o mais rápido possível, para que ninguém vai pagar o dinheiro, a menos que começ um bilhete. Finalmente, e mais importante, há outra coisa que eu vou anunciar hoje. Eu quero que você saiba que quando eu acordo a turnê, eu decidi doar todo o dinheiro que eu faça do nosso desempenho para a caridade" - Michael Jackson

Depois, os procedimentos foram modificados, mas todas as vendas continuaram a ser feitas por correio (com exceção dos seis shows final no Dodger Stadium, onde os bilhetes foram vendidos através do Ticketmaster). Ingressos eram tipicamente disponibilizada apenas uma semana a dez dias de antecedência, e muitos ingressos acabaram nas mãos dos cambistas. Não houve walk-up de vendas, que culpou os irmãos pela pequena porcentagem de negros entre o público dos shows, em que ele descreveu como "90% branco". Um problema relacionado é que a programação da turnê foi caótico: nas palavras de Michael "nunca ninguém sabia onde estávamos indo tocar".






Curiosidades
  • A Victory Tour trouxe enorme polêmica na época - Apesar da grande expectativa e procura do público e fãs, os ingressos da turnê eram todos em exorbitantes (na época), 30 dólares, contando ainda com um despretensioso e absurdo plano de vendas;
  • Contrário ao esquema absurdo de vendas inicial e dos altos preços, Michael decidiu que doaria sua parte do arrecadação dos shows - algo perto de 5 milhões de doláres - para a caridade

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva