quarta-feira, 20 de julho de 2011

Juiz decide hoje pedido de adiamento no início do julgamento de Murray

A Los Angeles County juiz deverá decidir hoje um pedido para atrasar o início do julgamento de homicídio culposo do médico de Michael Jackson.

O julgamento já foi adiado duas vezes desde que o Dr. Conrad Murray invocou seu direito a um julgamento rápido depois de sua acusação em janeiro.

O legista de Los Angeles determinou a morte de Michael, em 25 de junho de 2009, por uma overdose do anestésico cirúrgico propofol, combinado com outras drogas.

As autoridades afirmam que Murray, que foi contratado como médico pessoal de Michael quando MJ estava se preparado para shows em Londres. O advogado de defesa do médico, Ed Chernoff, afirma que Michael era “um homem desesperado em muitos aspectos” e entregou-se a dose fatal da anestesia cirúrgica, enquanto o médico não estava do seu lado.

E seleção do júri que estava em andamento em maio, quando a defesa solicitou um atraso para poder ter mais tempo para se preparar para novos peritos contratados pela acusação. O juiz da Corte Superior de Los, Michael Pastor, em seguida, liberou centenas de jurados e reagendou o julgamento para começar em 08 de setembro.

O vice-promotor David Walgren disse em junho que a promotoria precisou de mais três semanas para se preparar por causa de “problemas de agendamento.” Os advogados de defesa não se opuseram à mudança da seleção do júri para o final de setembro.

Também em junho, o juiz aprovou um plano para permitir que os advogados de defesa e promotores pudessem ver dezenas de horas de filmagem dos últimos ensaios de Michael. O vídeo foi comprado pela Sony Pictures para o seu filme “This Is It”.

Nesta quarta-feira, os advogados devem apresentar ao juiz quanto do vídeo querem usar.


Créditos: MJNEWSALERTS

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva