terça-feira, 29 de novembro de 2011

Empresa que fez tributo a Michael Jackson tem falência anunciada

Christina Aguilera durante o show que homenageou o rei do pop, morto em junho de 2009. Foto: Getty Images

A Global Events LLP, promotora de Michael Forever, tributo a Michael Jackson realizado no dia 8 de outubro no País de Gales, está falida. De acordo com informações do jornal britânico The Guardian, o promotor do evento tem dívidas de milhares de dólares relativas ao show, principalmente aos contratantes que trabalharam para ele na ocasião.

A empresa que realizou o tributo foi fundada pelos cineastas Michael Henry e Chris Hunt em março de 2011, apenas três meses antes do concerto ocorrido no Cardiff Millennium. Desde o início, sua realização foi contestada pelos detentores dos direitos do astro pop, que afirmaram não terem sido consultados para o uso de sua imagem, e alguns de seus familiares, cujas críticas foram em relação ao fato de o show ofuscar o julgamento de Conrad Murray - condenado nesta terça-feira (29) a quatro anos de prisão pela morte de Michael.

Tais empecilhos levaram alguns artistas de renome, como Jennifer Hudson e The Black Eyed Peas, a desistir de participar do show. Ainda assim, ele ocorreu e, segundo a organização, teria tido os ingressos completamente esgotados.

De acordo com documentos, os dois fundadores da Global Events LLP deixaram a empresa exatamente no dia de Michael Forever. Indagado pelo periódico Western Mail a respeito do assunto, Michael Henry afirmou que qualquer dúvida relacionada a ele deve ser esclarecida diretamente com seus atuais administradores.

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva