domingo, 8 de janeiro de 2012

Médico de Michael Jackson perde direito ao registro profissional



Condenado por homicídio culposo involuntário na morte de Michael Jackson, em 2009, o doutor Conrad Murray recebeu uma solicitação do Conselho Médico da Califórnia. O porta-voz da entidade, Dan Wood, disse que o médico do cantor tem até o dia 29 de dezembro deste ano para entregar seu registro.

Murray, foi condenado a 4 anos de prisão depois de indicar o uso de do potente anestésico propofol para ajudar Michael Jackson a dormir. Em combinação com outros sedativos, o medicamento fez com que o cantor parasse de respirar.

Por enquanto, o médico permanece detido até entregar o documento. Depois disso, o Conselho Médico da Califórnia revogará o registro profissional de Murray.

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva