segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Amigo de Michael Jackson revela que testamento deixado pelo cantor pode ser falso


Segundo Gest, existe um conflito de datas e locais evidente, que impediria a legitimidade do documento.

"Há muitas dúvidas a respeito do testamento", afirma Gest. "Uma delas é sobre como Michael teria assinado os papeis em Los Angeles - quando supostamente ele estava em Nova York no dia da assinatura. Se ele estava em Nova York, como ele teria assinado o testamento em Los Angeles?", questiona.

A mesma acusação já foi feita anteriormente pela irmã de Michael, a cantora Janet Jackson. Segundo Janet, Michael estava em Nova York no dia 07 de junho de 2002, suposta data da assinatura, hospedado na casa de Al Sharpton, um amigo da família Jackson.

Na ocasião, John Branca e John McCain, os advogados responsáveis pelo testamento de Michael, saíram em defesa da legitimidade do documento. "Todas as dúvidas a respeito do testamento de Michael foram derrubadas há dois anos, quando a questão foi rejeitada pela justiça municipal e estadual".

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva