segunda-feira, 1 de abril de 2013

Mãe de Michael Jackson convoca Prince como testemunha contra a AEG


Katherine Jackson e os três filhos de Michael Jackson processaram a promotora de shows AEG Live em US$ 40 Milhões (R$ 80,94 milhões) por terem contratado, de forma negligente, o médico Conrad Murray para cuidar do pop star e nunca supervisionado o trabalho dele. 

Foi Murray quem aplicou a dose fatal do anestésico propofol em Michael, em 2009. 

Segundo os documentos apresentados ao tribunal este mês, os advogados de Katherine planejam convocar mais de 100 testemunhas e uma delas é o músico Prince. 

O fato é no mínimo curioso, já que Prince e Jackson nunca trabalharam juntos, mas os advogados de Katherine sabem que ele já teve uma péssima experiência com a AEG no passado e acham que isso pode ajudar no processo. 

A AEG alega que foi o próprio Michael quem indicou Murray. 

Os filhos mais velhos do pop star, Prince Michael e Paris, pretendem testemunhar no tribunal e contar ao juiz tudo o que viram e ouviram na casa em que moravam com o pai, na noite em que Michael morreu.

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva