quarta-feira, 6 de novembro de 2013

FBI investiga ameaças a C. Murray, ex-médico de Michael Jackson, diz site


Conrad Murray, médico pessoal de Michael Jackson que foi condenado por homicídio pela morte do cantor, foi solto em 28 de outubro, mas ainda não encontrou sossego. Segundo o site TMZ, a advogada de Murray, Valerie Wass, tem sofrido ameaças desde que ele saiu da prisão de Los Angeles. O FBI está investigando o caso.

De acordo com a publicação, as ameaças incluem frases como "um golpe na cabeça é tudo que você precisa" e "se você acha que os fãs de Michael Jackson são insignificantes, você está mortalmente errado".

Para o TMZ, os fãs estão direcionando as ameaças para a advogada por duas razões: porque eles não sabem como chegar até Murray e também devido a um vídeo do dia em que o médico foi liberado. Nas imagens, Wass confronta uma pessoa que grita e chama Murray de assassino. “Se você não fosse tão ignorante, saberia que ele não foi condenado por assassinato”, disse a advogada ao fã na ocasião.

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva