quarta-feira, 4 de maio de 2011

Katherine Jackson: -Quatro anos não são suficientes, sobre Murrad

Quase dois anos após a morte repentina de Michael Jackson, sua mãe, Katherine Jackson, revelou em entrevista concedida ao The Today Show na manhã desta quarta-feira, dia 4, que sente muita falta do filho e que ficou muito incomodada ao ler o artigo do jovem que disse ter inventado que o Rei do Pop teria o molestado em 1993. Ela não se conforma como o público pode acreditar em uma inverdade como essa e fica chateada por seu filho ter morrido sem saber que o jovem o inocentou.

- Foi a maior mentira que já foi dita. Eu sabia que não era verdade.

O cantor teria pago cerca de 15 milhões de dólares, o equivalente a 28 milhões de reais, para a família do menino que o processou, o que levantou suspeitas. Katherine explica:

- Seus advogados disseram que ele deveria pagar, porque Michael estava em turnê naquele momento. Assim que eu ouvi, eu o chamei e disse: Por que você fez isso? Isso faz te olharem como culpado. E ele disse: Os advogados me disseram para fazer. Eu não queria fazer isso também, mãe. Eu queria lutar, porque eu sei que isso não era verdade. Mas eles queriam que eu fizesse isso.

Katherine falou também sobre o julgamento contra o médico de Michael Jackson, Conrad Murrad, que foi adiado novamente. Os advogados do profissional apresentaram um pedido oficial na tentativa de terem mais tempo para se preparar para o julgamento final. Ela acredita no descaso do médico ao receitar os medicamentos controlados e acha que, caso ele seja condenado por homicídio culposo, quatro anos de prisão não bastam.

- Se alguém está sob os cuidados de um médico e morre diante de seus olhos quatro anos não são suficiente. Deveriam pagar por tomarem a vida do meu filho. Ele deveria pagar por isso.

Sobre os filhos do cantor, Katherine disse que os herdeiros de Michael estão indo bem, e que eles não tem conhecimento sobre o processo que a família leva contra o médico.

- Eu não falo sobre [isso] com eles. Eles são jovens e eu quero que eles sejam felizes.

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva