quinta-feira, 21 de julho de 2011

Royal Concert Brunei completa 15 anos …”E o mais importante eu amo Brunei!”

Por: Bluesaway : "16 de julho de 2011, marcam 15 anos de um dos concertos mais especiais de Michael Jackson. Eu queria compartilhar esse artigo, traduzido do MJJ revista Magazine, na qual há uma revisão do concerto, anedotas sobre algumas questões e algumas fotos
e vídeos apenas no caso alguém não tenha visto ainda."


MICHAEL JACKSON
Jerudong Garden Park. 16 de julho de 1996.

No 50 º aniversário do sultão de Brunei, permitiu que o parque, inaugurado em 1995, com capacidade para 27.500 pessoas.
Jerudong Park é o parque maior e mais caro no sudeste da Ásia, construído pelo governo de Brunei, a um custo de 1000 milhões de dólares .
Michael Jackson realizou este concerto,com entrada gratuita na capital do Brunei, Bandar Seri Begawan, com capacidade para 60.000 pessoas .

O concerto foi em homenagem ao Sultão de Brunei, Hassanal Bolkiah,no seu aniversário de 50 anos com a assistência da família real, mas o Sultão não compareceu. Michael Jackson voltou no mesmo ano, 31 de dezembro, para oferecer uma outra turnê a HIStory, também com entrada franca.
A celebração foi uma das festas mais caras já oferecida. O destaque do que foi o concerto foi dado por MJ, enquanto desfruta do mesmo, aos convidados foi servido caviar e champanhe.

Michael ficou em uma das 30 casas de hóspedes do palácio do sultão e o resto da equipe se hospedaram em hotéis. Segundo rumores, Michael recebeu US $ 16 milhões por esta atuação.
MJ realizou para a família real alguns anos mais tarde, no dia do aniversáriode 25 anos do príncipe Azim , uma festa particular em um hotel em Londres em 2007.

O CONCERTO


Este concerto estará para sempre na memória como o mais especial e único de Michael Jackson. Dois meses antes de iniciar a HIStory World Tour, ele ofereceu uma mescla entre a anterior Dangerous Tour , e uma previa da seguinte a HIStory World Tour.

O setlist foi diferente,ele mudou a coreografia, cenário diferente e um desempenho de qualidade genuína fazem deste um concerto dos mais procurados pelos fãs nos últimos 15 anos. Aqui está uma revisão das música do concerto. Jam a música e figurinos pertencem à segunda rodada da Dangerous Tour. A versão em vídeo inclui muitos mais adlibs na versão áudio.



Tudo sobre este show é especial, a lista das músicas, figurinos, maquiagem e estilo de cabelo de Michael a sua voz e seus passos de dança.

Devemos lembrar que em Brunei ele teve que modificar certos movimentos devido às leis rigorosas sobre gestos sexualmente explícitos. Como resultado, Wanna Be Starthing Somenthing deveria ter sido chamado: ‘Wanna Be Censoring Somenthing’, porque Michael teve que mudar a coreografia para não tocar suas partes íntimas. Além disso, durante os primeiros dois minutos da canção, o efeito de fumaça cobre todo o cenário de branco, mas … o show tem que continuar!



Human Nature continua muito suave oferecendo um Michael relaxado improvisando uns movimentos robóticos


Whay Whay,
Tell them that it’s human nature…


Smooth Criminal foi apresentado como na Dangerous Tour, a mesma roupa e o mesmo palco com três grandes cortinas brancas projetando as sombras dos dançarinos.



O melhor desempenho do concerto foi I Just Cant Stoping Loving You, sem dúvida (embora há diversidade de pontos de vista e há apenas a opinião de quem revisou o concerto).

Nesta ocasião,o dueto não é com Siedah Garrett, mas uma cantora nova e brilhante, Marva Hicks. Quando ela canta seus versos, Michael parece impaciente por cantar a sua parte, tanto que parece que vai a cantar os versos dela também!

Que é quando ele faz este gesto tão divertido com um rosto como quem diz: “Por que você não deixe-me cantar".

No entanto, ambos estão em completa sintonia um com o outro e cantam como muito sentimento (sua linguagem corporal demonstra isso definitivamente !)



"Muito lindo para que se acabe" deve ter pensado Brad Buxer, diretor musical da banda de Michael, que se esqueceu de parar a base da música no momento em que devia fazer. Michael, o perfeccionista, foi pego de surpresa, assim como Marva, mas continua a cantar o refrão de novo e imediatamente ele volta-se para Brad cantando: “Brad, watcha gonna do?What are you gonna do?! Ye-Yea!!“(Brad, o que você faz? O que você está fazendo?).

Além de sido muito divertido, este é um exemplo claro do incrível talento e habilidade de Michael, tornando um momento de risco em questão natural , cantando uma repeensão como um verso da canção, poucas pessoas perceberam o erro de Brad. Michael um gênio puro!


Uma das poucas vistas do parque podem ser vistos durante I’ll be there, quando Michael é filmado por trás do palco. O filme nos permite ver uma vista maravilhosa do parque iluminado à noite com todos os carrosséis brilhando … parece que Michael estava cantando em Neverland …



A voz de Michael é clara e vibrante, é triste saber que a última vez que ele cantou ao vivo Beat It e Billie Jean, Human Nature, I Just Cant Stop Loving You, Shes Out Of My Life, Man In The Mirror foram última cantada aqui até os ensaios de This Is It (Sem contar os concertos MJ and Friends e United We Stand).

Por outro lado, este é o único concerto que Earth Song é cantada Acappella com um final emocionante … (sem contar sua atuação no Word Music Awards, poucos meses antes).

Como cenário para este concerto não está totalmente equipado, Thriller perdeu alguns detalhes sobre a versão da Dangerous Tour. O cemitério com os túmulos não estão lá nem a trasnformação de Michael em um lobisomem por trás dos cenario …!


Uma das grandes atuações do concerto é o clássico Billie Jean. De fato, um dos melhores em sua vida: vivo, enérgico e perfeito. Há reminiscências dos maravilhosos dias de Bad Tour , por várias razões: os movimentos, os close-up, estilo do cabelo, moonwalk e a voz de Michael.

Curiosamente, enquanto nós estamos acostumados á ver os fãs gritando e lutando para obter o fedora jogado para a platéia no final da canção, neste show em Brunei os frequentadores permanecem sentados e tranquilos , felicitando calmamente o afortunado que agarrou seu chapéu e sem nenhum esforço!



Os figurinos neste concerto são únicos. Michael usa o fedora preto no início de The Way You Make Me Feel, e também canta a canção com a mesma introdução que cantou no Grammy Awards de 1988, depois de jogar o chapéu ele tem que se afastar porque ele está muito próximo do centro do palco onde está dançando. Marva faz seu papel como “A garota linda com seus saltos altos” e flerta tanto com Michael que ele se adianta na final pose.


O penteado Michael é obviamente diferente daquela realizada na Dangerous Tour. E neste concerto experimentou pela primeira vez em Beat It o “look selvagem” mantendo durante toda a HIStory Tour.

Michael começa a música na grua mas a viagem é curta e parece não ter sido pré-testado bem ... melhor sair antes que seja tarde demais! Distraído por esta mudança Michael esquece o primeiro verso da canção e canta palavras sem sentido criando rimas nunca ouvida antes! Enquanto isso muitos fãs gostaram da nova letra …



A próxima música é You Are Not Alone. Ele usa a mesma camisa do vídeo oficial semi - transparente e calças pretas. Ele não usa as calças douradas somente em seguida na HIStory Tour. Nenhuma garota sobe ao palco porém uma senhora muito calma tinha abraçado Michael em Shes Out Of My Life.


A seguinte é Dangerous, a música mais coreografada de todas as que Michael faz ao vivo. A mesma coreografia no MTV, VMA Prêmios 1995.

Nota Curiosa: Antes de atirar o dançarino ao chão Michael esqueçe de tirar o cigarro da boca dele ! (Na verdade vendo o vídeo Michael não alcança o cigarro)



Para Black or White, Michael usa a armadura dourada nas pernas que levará na turnê HIStory, e oferece um desempenho poderoso. É a mesma encenação caótica da turnê anterior, com alguns membros da banda tocando violentamente e Michael saltando.




A música por excelência de Michael é Main In The Mirror, todos poderiam concordar. Durante este concerto, podemos verificar totalmente, como Michael coloca todo o seu coração, rodeado por todas sua banda, bailarinos e coro o Rei do Pop canta esta música ao estilo clássico da Bad Tour com uma grande dose de adrenalina, criando uma emoção crescente dentro e fora do palco.


O show termina com Earth Song, Michael continua a ser o mesmo traje da música anterior, camisa branca com listra vermelha sobre os ombros e calças pretas. Antes de iniciar a canção ele faz uma homenagem à família real com um breve discurso:


“Eu gostaria de agradecer a Vossas Majestades, Sua Alteza Real, a Família Real e o povo de Brunei por permitir-me o privilégio de atuar para vocês, e um agradecimento especial ao príncipe Hakeem para organizar esta festa. E o mais importante … Eu amo Brunei! “


A canção é cantada pela primeira vez no palco, talvez seja a razão para não usar a grua. Michael canta todos os “What about” enquanto caminha pelo palco, após isso , se aproxima do microfone com uma expressão cansada e começa uma surpreendente Acappella no final só com o piano e as palmas do público. Se você não ficar arrepiado nesta audição não pode ser chamado de fã !




O Que Passou Por Aqui !

Saraiva