domingo, 18 de dezembro de 2011

Leilão da mobília da mansão de Michael Jackson ultrapassa R$ 1,3 milhão

Leilão da mobília da mansão de Michael Jackson ultrapassa R$ 1,3 milhão - Grosby Group

O leilão tão esperado da mobília da mansão onde Michael Jackson morreu aconteceu no último sábado (17) e as vendas superaram os US$ 700 mil (R$ 1,3 milhão).

De acordo com a casa de leilões Julien’s Auction, o quadro do pintor norueguês Adelsteen Norman, Fishing Village, atingiu um preço de US$ 46,8 mil (R$ 86 mil) e foi o artigo que alcançou o preço mais elevado no leilão dos objetos de Michael Jackson.

Um quadro do pinto dinamarquês Carl Johan Neumann foi arrematado por US$ 40,6 mil (R$ 80 mil), e um outro de Maurice Utrillo foi vendido por US$ 34,3 mil (R$ 63,3 mil).

E os artigos não param por aí. O piano vitoriano de Gunther e Sohne foi vendido por US$ 9,6 mil (R$ 17 mil). O armário do quarto privado do rei do pop, que contém um espelho no qual escreveu a frase "treine para a perfeição", foi vendido por US$ 18,7 mil (R$ 34,5 mil). Vale lembrar que, neste quarto, nem seus filhos, nem seus seguranças podiam entrar.

Um quadro-negro que contém duas frases escritas pela filha do músico, Paris Jackson, ("amo o papai" e "sorria, é de graça") foi arrematado por US$ 5 mil (R$ 9,2 mil).

Praticamente toda a mobilia da última residência de Michael Jackson foi vendida. O único móvel que não entrou no leilão foi a cama onde o rei do Pop morreu, a pedido de sua mãe Katherine Jackson.

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva