terça-feira, 30 de abril de 2013

Michael Jackson bebeu 6 garrafas de vinho por dia em suas últimas semanas de vida, diz amigo do cantor

Michael Jackson (Getty Images

Mark Lester, amigo íntimo e padrinho dos filhos de Michael Jackson, afirmou que o cantor "bebeu seis garrafas de vinho por dia nas últimas semanas”. As informações foram publicadas no site Daily Mail nesta segunda-feira (29).

Ele afirmou que o astro pop pedia que a bebida fosse contrabandeada por sua equipe. O cantor sofria de insônia e o vinho não era a sua única opção: "Michael já desmaiou na cama de um hotel e seu médico disse que ele tinha bebido dois terços de uma garrafa de uísque".

As declarações vieram à tona nesta segunda, dia em que começa o julgamento da morte do cantor. Aberta pela mãe de Michael, Katherine Jackson, em nome dos três filhos do cantor, a ação de 40 bilhões acusa a empresa AEG Live de ter sido negligente ao contratar o médico Conrad Murray para cuidar do artista.

O médico está cumprindo pena de quatro anos de prisão, depois de ter sido condenado por negligência criminosa por administrar o analgésico propofol ao músico como sonífero. Com as novas informações de Lester, a investigação pode ganhar novos rumos.

O padrinho alegou, em entrevista ao Daily Mail, que está proibido de manter o contato com as crianças desde a morte de Jackson: "É muito, muito perturbador não ser capaz de ver as crianças, eles são meus afilhados, e eu os amo muito."

Em 2009, Lester afirmou que ele poderia ser o pai biológico de Paris Jackson. O amigo do cantor alegou ter sido um doador de esperma para Jackson em 1996, e anunciou que ele estava disposto a fazer um teste de paternidade para determinar se ele era o pai.


Nem começou direito o julgamento 
e já começos as historinhas esfarrapadas.
--'

O Que Passou Por Aqui !

Saraiva